Exposição luso-brasileira na Embaixada de Portugal, permite visitas agendadas.

A exposição acontece no Instituto Camões, na Embaixada de Portugal. Até 19 de agosto, visitas podem ser agendadas gratuitamente.

Brasília erguida pelo homem nos dá cotidianamente a oportunidade de reparar e apreciar as cores, formas e texturas que formam o contraste que embeleza a Capital Federal. Essa relação brasiliense entre homem, espaço e natureza é exatamente o tema da exposição conjunta chamada Oréades, de autoria de Gabriela Albergaria, artista portuguesa, e do brasileiro Marcelo Moscheta.

Uma das peças de Gabriela, inspirada nos jardins brasilienses, foi produzida utilizando elementos de diferentes regiões do Brasil. Segundo ela, Burle Marx “de fato fez uma paisagem política, no sentido em que se encontram juntas no mesmo local espécies de todo Brasil”, disse.

Moscheta conta que a parceria com a artista é antiga e o projeto foi inicialmente pensado para o aniversário da Capital. “Eu e Gabriela somos amigos e expomos na mesma galeria. A idéia inicial era comemorar os 60 anos de Brasília, e quisemos celebrar também a relação entre o espaço, a cidade e o natural.” Segundo ele, a obra busca compreender os espaços de todos os pontos de vista, para além das fotografias e desenhos, mas também com aspectos técnicos e científicos.

Para visitar, é preciso preencher o formulário para controle da quantidade de pessoas, escolha do horário e data da visitação. As visitas estão limitadas a 10 pessoas, seguindo todos os protocolos de segurança.

Com Informações da Agência Brasília e Instituto Camões

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.