Entrevista com representantes da África do Sul em visita ao Brasil – Inovacão- tecnologia e investimentos

Entrevista concedida a jornalista Fabiana Ceyhan com a colaboracao da jornalista Vivian Chagas

Cosmas Chiteme Director Energy and Hydrogen at the Ministry of Science and Innovation- Diretor das Áreas de Energia e Hidrogênio no Ministerio de Ciência e Inovacão.

Fabiana Ceyhan- Como foi a sua visita ao Brasil e quais as perspectivas futuras para negócios?

Eu acho que nossos compromissos desde que chegamos nos mostrou o potencial do Brasil nas areas de inovacão e tecnologia e ciências e há muito o que fazer entre os dois países, podemos aproveitar a boa relacão bilateral entre Brasil e África do Sul e aumentar a cooperacão de inovacão em hidrogênio que é uma das áreas em potencial para esta cooperacão . Visitamos a Universidade de Brasília e conhecemos professores que estão na área de tecnologia e nos interessamos por coisas que vimos que poderiam colaborar com o setor privado sul africano e estamos agora ansiosos para que esses projetos se concretizem, levaremos para a África do Sul, tudo o que identificamos como projetos bons ´para os dois países em termos de inovacão.

Gosiame Khoele representou a empresa sul africana SASOL

Fabiana Ceyhan: O que você achou do Summit em Brasília e quais as perspectivas de futura cooperacão, após o evento?

Foi muito interessante estar aqui. O evento foi um sucesso, com muitas pessoas participando, a presença é muito incrível , conseguiram atrair muitas pessoas. É bastante empolgante para nós, do ponto de vista do setor privado. O que foi muito bom e são realmente as oportunidades de start ups. Quando percorremos o país, vemos muitas empresas já investidas e grandes se posicionando globalmente em termos do que podem fazer.

O que mais te chamou a atencão?

O que foi emocionante sobre este fórum foram as pequenas startups jovens e as oportunidades. Então, para nós, é realmente ter certeza de que utilizamos essas oportunidades e mostramos que algumas das parcerias e integrações que estão surgindo aqui, ideias inovadoras que podemos tirar das oportunidades que vimos hoje e leva-las de volta à África do Sul

Então você ouvirá mais tarde quando eu falar na palestra sobre oportunidades no espaço de energia porque eu venho de uma empresa química que estará implementando algumas das ideias do governo . Então, a razão pela qual estou aqui junto com o governo é para dizer o que for apresentado em termos de plano e ambições. Nós, como SASOL, uma das entidades privadas estamos dispostos a cooperar e trabalhar para concretizar essas ideias inovadoras.

Então o que eu vi hoje é esperança,oportunidades, novas ideias, possíveis parcerias. Isso pode acontecer à medida que implantamos essas ideias inovadoras. Muito emocionante, devo dizer e o que é mais surpreendente é a idade desses investidores e a vontade de empreender nesta área importante.

Na maioria das vezes, você vê homens com ternos pretos entrando nesses fóruns. Para mim nesses dois dias ver a juventude com essa garra foi muito legal, e espero que possamos aproveitar isso.

Nos últimos três dias, tivemos uma série de compromissos com governo e com a Universidade de Brasília. E é incrível como temos ideias semelhantes, planos estratégicos semelhantes com o Brasil e pelas alianças políticas que sempre temos com eles. Então tem sido emocionante, devo dizer, três dias e conhecendo diferentes ângulos. Reunião do setor privado e governo, principalmente. E conhecer jornalistas ansiosos para ver o que levamos e o que levamos do Brasil? Então tem sido bem emocionante. Obrigada mesmo.

Temos muitas perspectivas de negócios futuros

Cecilia Iturralde– Conselheira Econômica da Embaixada da Africa do Sul no Brasil

Consellor Economic of South Africa Embassy in Brasil- Conselheira Econômica da Embaixada da África do Sul no Brasil

Fabiana Ceyhan :Como surgiu a Ideia de participar do Summit?

Na minha área trabalho não somente negócios mas também investimentos, tecnologia. Recebemos o convite para participar do evento e nos pediram para indicar pessoas do nosso governo. Na África do Sul também temos um forte setor privado e então fizemos os contatos e tivemos uma resposta rápida do departamento de inovacão e área de pesquisa.

Eu também já havia visto o interesse da empresa SASOL e eles usam uma forma de trabalhar com essa area.Como Embaixada , nós fizemos todos estes contatos e conseguimos traze-los até aqui.

A COP 26 e COP 27 no Egito, tem deixado a atmosfera muito interessante no continente africano para estes eventos. Já temos muitos projetos na África do Sul e muitos deles com ideias parecidas com o Brasil. E assim conseguimos trazer nossos representantes que com certeza estão trocando contatos, ideias inovadoras e fomentando futuras parcerias de negócios.

Compartilhe

Fabiana Ceyhan

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.