Embaixada da República Tcheca abre exposição

A exposição organizada pela Embaixada da República Tcheca em Brasília chega ao Espaço Cultural Renato Russo no dia 11 de julho de 2024. No ano dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Verão em Paris e de outros eventos esportivos de grande destaque, a Embaixada apresenta uma seleção de cartazes do Museu de Artes Decorativas de Praga, que com as suas mais de 35.000 peças pertence às mais importantes e antigas na Europa. Ao mesmo tempo, a Embaixada comemora alguns momentos inesquecíveis da seleção tcheca dos Jogos Paralímpicos de Verão do Rio de Janeiro 2016.

O cartaz pictórico simboliza o meio de comunicação visual do espaço público e fenómeno único que acompanhou o surgimento da sociedade moderna. Um dos temas recorrentes dos cartazes foi o desporto organizado. O esporte teve desde o início uma forte formação intelectual, recorrendo ao conhecimento contemporâneo das ciências da saúde, à atualização de referências à cultura corporal na tradição antiga e, não menos importante, aos crescentes esforços patrióticos ou movimentos sociopolíticos. A exposição mostra a evolução do cartaz desportivo desde a década de 1890. Enquanto os primeiros cartazes apresentam referências à cultura helênica e arquitetura antiga, os cartazes utilizados para os comícios de Sokol evocam a ideia de um futuro promissor para a nação e cultivam virtudes nacionais.

Na segunda metade do século XX surge uma representação cada vez mais realista de atletas que valoriza a naturalidade do corpo humano. O final do século XX destaca um impulso para uma interpretação artística mais livre partilhando valores comuns de solidariedade, humanidade e igualdade. Os cartazes preservados dos últimos cento e trinta anos não são apenas fontes históricas valiosas, evidências de ideais contemporâneos, mas, acima de tudo, impressionantes artefatos artísticos.

A exposição inédita de fotografias apresenta momentos inesquecíveis da seleção tcheca dos Jogos Paralímpicos de Verão do Rio de Janeiro 2016, onde a Tchéquia conquistou um total de sete medalhas – duas de ouro, duas de prata e três de bronze. As fotografias mostram os momentos inspiradores de coragem, perseverança e espírito esportivo capturados pelo fotógrafo Jan Malý. Além disso, é apresentada a história e a importância do Comitê Paralímpico Tcheco, fundado em 1994 com o objetivo de apoiar e desenvolver o movimento paraolímpico na República Tcheca.

Compartilhe

Fabiana Ceyhan

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.