Entrevista com o embaixador da Sérvia no Brasil Veljko Lazić “as eleições parlamentares serão realizadas em 21 de junho”

Embaixador da Sérvia no Brasil Veljko Lazić

1. A atual situação da Sérvia em relação a pandemia?

A epidemia do coronavírus na Sérvia está diminuindo significativamente e não há novos surtos. Até agora, desde o início da pandemia, um total de 252 pessoas morreram e confirmados cerca de 12.000 casos de infecções. A taxa de mortalidade é de 2%. O número de casos ativos é de cerca de 500. Agora, em média, uma pessoa perde a vida diariamente por covid-19, com cerca de 50 novos casos.

2. O que foi feito para melhorar a situação?

Na Sérvia, desde o início introduziram-se medidas muito rigorosas, incluindo toque de recolher.

Não há dúvida de que os mais afetados pela pandemia são os empregados informais, pequenos e médios empresários. Nesse sentido, o governo da Sérvia adotou um pacote de medidas econômicas para mitigar os efeitos da epidemia no valor de 5,1 bilhões de euros.

Todos os empreendedores privados, durante a duração do estado de emergência, não pagaram impostos sobre salários e contribuições ao imposto de renda.

Estava prevista assistência financeira direta às micro, pequenas e médias empresas no valor de três salários mínimos para cada funcionário nos próximos três meses.

Para assegurar liquidez, o governo reservou 2,2 bilhões de euros, que são acompanhados por empréstimos subsidiados e baratos para as empresas mencionadas através de fundo para desenvolvimento.

3. Como tem sido o retorno ao turismo e a vida cotidiana?

Com o declínio do número de infecções e mortes, as medidas restritivas começaram a diminuir gradualmente no início do mês de maio.

O estado de emergência foi abolido e as fronteiras foram abertas para que não houvessem mais restrições especiais à entrada de estrangeiros na Sérvia. Começara a funcionar os restaurantes, bares e shoppings, e eventos esportivos foram permitidos. O exemplo mais recente disso foi o derby de futebol desta semana entre os dois maiores clubes sérvios – Estrela Vermelha e Partizan, que contou com a presença de 20.000 espectadores.

Em locais públicos nos espaços abertos estão permitidas reuniões em todo o território da Sérvia, desde que a distância entre as pessoas presentes seja de pelo menos um metro. Apenas reuniões públicas com mais de 500 pessoas em ambientes fechados estão proibidas.

A prova de que a vida está voltando ao normal é o fato de que as eleições parlamentares serão realizadas em 21 de junho, as quais estavam planejadas anteriormente para 26 de abril, mas foram adiadas devido à epidemia. Os partidos políticos geralmente organizam-se em pequenos comícios pré-eleitorais e, ao mesmo tempo, evitam reuniões em massa de seus apoiadores.

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.