“O Brasil é o principal parceiro da Rússia na América Latina” Entrevista do Embaixador da Rússia no Brasil Sergei Akopov sobre o Dia da Rússia.

Entrevista do Embaixador da Rússia no Brasil Sergei Akopov 

12 de junho de 2020

1- Prezado embaixador, por gentileza, explique-nos a importância da data de 12 junho para os russos.

O Dia da Rússia é um dos principais feriados nacionais do nosso país. É o dia em que se celebra a independência, a unidade e a prosperidade da Rússia. Historicamente, este feriado foi estabelecido como o Dia da adoção da declaração de soberania estatal da República Socialista Federativa Soviética da Rússia, que fazia parte da URSS. 

Para nós este dia é o feriado da nova Rússia, simbolizando o momento em que se iniciou a história contemporânea do nosso país. Ao mesmo tempo, neste dia honramos a nossa Pátria, com sua história milenar e legado único. Prestamos homenagem ao nosso país que uniu uma imensidade de povos e culturas no seu vasto território. 

Este dia é comemorado não só em todas as regiões da Rússia, mas também em todos os países do mundo em que moram nossos compatriotas, ou seja, em quase todos os outros países. 

2- Neste ano de 2020, o Sr. acredita que as comemorações serão adiadas na Russia, devido a pandemia da Covid-19?

Claro que nem todos os eventos comemorativos podem ser realizados por causa das restrições necessárias introduzidas para combater a pandemia. Contudo, no momento na Rússia a situação já está se normalizando, e algumas medidas estão sendo levantadas. Portanto as comemorações não serão adiadas, mas com certeza serão realizadas de acordo com a realidade atual, garantindo a maior segurança possível para a saúde das pessoas. 

Aqui, no Brasil, estamos transferindo todos os eventos comemorativos para a internet. Infelizmente não temos a oportunidade de realizar nesse ano uma receção solene por ocasião desta data. Ao mesmo tempo, comemoramos o dia nas nossas redes sociais, lançamos no site da Embaixada uma página especial, em que se encontram exposições e vídeos sobre a Rússia, sua história e cultura. Gravei uma mensagem de felicitação para os nossos compatriotas que moram no Brasil e para todos os outros que comemoram hoje o nosso dia nacional. 

3- O BRICS este ano está sob a direção da Russia. Como estão acontecendo os encontros? de modo virtual? ou está tudo adiado por enquanto?

Os eventos do calendário da presidência russa no BRICS estão realizados de modo virtual, por meio da videoconferência. O maior deles até o momento, a reunião informal dos ministros dos negócios estrangeiros, se realizou em 28 de abril, durante a videoconferência os cinco chanceleres trocaram opiniões sobre a atuação do BRICS no combate contra o coronavírus, concordaram em continuar a fortalecer a cooperação no âmbito do “quinteto” e adaptar seu trabalho às novas condições. O evento mais importante do ano, a cúpula do BRICS, foi adiada, mas com certeza será realizada quando o pico da pandemia passar. Esperamos que isso acontecerá já em breve. 

4- Por gentileza, use este espaço para falar também sobre as relações  bilaterais entre Russia e Brasil.

As relações russo-brasileiras continuam desenvolvendo. O diálogo político tem a forma de parceria estratégica, o que foi confirmado pelo Acordo bilateral de relações de parceria, assinado em 2000, e pelo Plano de Ações desta parceria estratégica, adoptado em 2010. Durante o último encontro dos presidentes dos nossos países, nas margens da cúpula do BRICS em novembro do ano passado, foi reafirmada a disposição de ambas as partes a continuar reciprocamente os esforços para fortalecer a cooperação bilateral. 

A cooperação russo-brasileira na política externa tem se baseado tradicionalmente na visão idêntica de muitos problemas da agenda global — antes de tudo, o fortalecimento do princípio coletivo nas relações exteriores, construção do mundo multipolar democrático, pacificação de conflitos. 

A Rússia mantém cooperação construtiva com o Brasil na área da exploração do espaço, da segurança rodoviária, de luta contra o uso das tecnologias informáticas e de comunicação para fins criminosos.

O Brasil é o principal parceiro da Rússia na América Latina, que fornece uma parte considerável de produtos agrícolas ao mercado russo.

As filiais da corporação estatal russa Rosatom forneciam ao Brasil produtos de urânio e óxidos de urânio conforme licitações de 2017 e 2018. Está se realizando um contrato de fornecimento de isótopos russos ao Brasil para fins médicos, há possibilidade de a Rosatom participar da rede de centrais nucleares brasileiras.

Entre as áreas principais de cooperação se destacam a educação e cultura. Centenas de brasileiros estudam nas universidades russas, estão em vigor vários acordos de cooperação entre universidades dos dois países. O principal projeto conjunto na área de cultura é a única Escola do Teatro Bolshoi no estrangeiro, que funciona na cidade de Joinville desde 2000 e no ano corrente comemora 20 anos.

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.