Embaixador Francesco Azzarello anuncia que seu trabalho no Brasil se encerra este mês

O embaixador da Itália, Francesco Azzarello, anunciou o encerramento de seu trabalho no comando da missão diplomática de seu país em Brasília. Em um vídeo publicado nesta sexta (22), ele fez agradecimentos e apresentou um breve balanço de sua atuação.

Discurso na íntegra

Queridos amigos italianos e brasileiros, no dia 27 de setembro deixarei o cargo de Embaixador da Itália no Brasil.

Nesses quase quatro anos tive o privilégio de servir neste grande país, unido ao nosso por históricos laços de sangue graças a 32 milhões de ítalo-descendentes, onde em 2024-25 será solenemente celebrado o 150º aniversário da emigração italiana para o Brasil.

Apesar do difícil contexto pandêmico, desde o início trabalhei para fortalecer o Sistema-País, com um jogo de equipe estruturado em vários níveis e sempre em termos de fluxos bilaterais. Minha gratidão a todos aqueles que contribuíram, a vários títulos e de diferentes maneiras, para esse enorme, mas bem-sucedido, esforço coletivo.

Nesses quatro anos, as relações econômico-comerciais se intensificaram, impulsionadas por um crescimento de mais de 26% no intercâmbio comercial, pelos mais de 27 bilhões de euros de investimentos italianos anunciados e encomendas obtidas por nossas empresas, e pelo crescente número de empresas italianas ativas no Brasil, recentemente contadas em 986.

A Embaixada, a Rede Consular e os Institutos Italianos de Cultura realizaram mais de 690 eventos de promoção econômico-comercial, linguístico-cultural e científica, sempre com vistas à parceria com as contrapartes brasileiras. Um exemplo concreto do qual estou pessoalmente muito orgulhoso, também pelo esforço coletivo que exigiu, é o Primeiro Festival de Cinema Italiano no Brasil em 2022, com a participação de mais de 100.000 espectadores, que em novembro próximo aumentará ainda mais sua difusão em todo o país, atingindo presencialmente e virtualmente, além de gratuitamente 18 estados, 56 cidades e 76 salas de cinema. A capilaridade de nosso trabalho, em todas as áreas das relações bilaterais, tem sido dirigida a todos os estados que compõem este grande país.

No decorrer desses quase quatro anos, assinei o primeiro Programa Executivo de Cooperação Científica e Tecnológica Itália-Brasil, que resultou no lançamento de nove projetos de pesquisa. Pela primeira vez, o CNR, Conselho Nacional de Pesquisa da Itália, e o Embrapa, instituto brasileiro de pesquisa agrícola, assinaram um acordo para fortalecer a cooperação científica e tecnológica bilateral em um setor estratégico em que temos grandes complementaridades. Foram assinados acordos no campo do ensino de italiano e no setor de defesa, enquanto outros acordos estão em fase de negociação, até mesmo em estágio avançado.

Graças às mais de 90 associações, escolas públicas e particulares, universidades e centros de idiomas universitários nos quais o italiano é agora ensinado, o número de estudantes de italiano aumentou em 27% e agora é de 26.562 alunos.

Igualmente dignos de nota são os resultados alcançados por meio da excelente cooperação nos setores bilaterais de justiça e segurança.

Também consideramos essencial tentar melhorar a qualidade e a eficiência dos serviços consulares de forma capilar, um desafio de não pouca importância, dada a situação inicial, que foi imediatamente agravada pela pandemia. Estamos todos bem cientes das dificuldades enfrentadas pelos usuários, mas também, podem ter certeza, pela própria rede consular. Mesmo com humildade, posso assegurar que, muitas vezes em silêncio, a situação foi enfrentada com profissionalismo, empenho e dedicação por todos os envolvidos, com o apoio do nosso Ministério das Relações Exteriores. À nossa indispensável e essencial Rede Consular Honorária vão meus sinceros e convictos agradecimentos. Conseguimos, quase que por correspondência de recursos, lidar com um aumento de 23% no número de cidadãos italianos residentes no país, que agora somam mais de 765.000 pessoas. A terceira maior comunidade italiana do mundo.

Itália e Brasil compartilham um imenso patrimônio, que deve ser cultivado, consolidado e aprimorado com dedicação e profissionalismo.

Com esta consciência, tem sido para mim uma honra e um privilégio poder contar diariamente com a cooperação de vocês, a competência, a iniciativa, o senso de responsabilidade e o amor pela Itália, perante novos desafios e em contextos às vezes difíceis. Agradeço também àqueles que nos criticaram, de forma construtiva, por nos ajudarem a fazer um exame de consciência, a tentar entender e melhorar.

Um agradecimento extremamente sincero às diversas autoridades brasileiras, políticas ou não, com as quais tive a honra de interagir ao longo dos anos, em nível federal e estadual, mas também do setor privado e da sociedade civil, bem como no setor da informação.

Gostaria de agradecer a todos os meus colaboradores, da Embaixada e da Rede Consular, às entidades, agências e empresas italianas, aos membros do Conselho Geral dos Italianos no Exterior e do COMITES, às Câmaras de Comércio, e aos muitos que não posso mencionar aqui, incluindo os muitos amigos brasileiros, inclusive fora do trabalho, que tive o prazer de conhecer e que levarei em meu coração. Vejo vocês novamente na Itália!

Gostaria de agradecer ao Ministério das Relações Exteriores e a todas as autoridades italianas pela honra que me foi dada, pelo apoio e, acima de tudo, pela confiança.

Desejo a todos vocês e às suas preciosas famílias tudo de bom, com profunda gratidão por terem me deixado orgulhoso por ter desempenhado o cargo de Embaixador da Itália neste país extraordinário.

Com grande saudade, viva o Brasil e viva a Itália!!!

Compartilhe

Fabiana Ceyhan

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.