Campanha de carnaval estimula doação de sangue

Iniciativa do Hemocentro de Brasília contará com atendimento na terça e quinta-feira no Parque da Cidade e no JK Shopping

Agência Brasília*

O Governo do Distrito Federal (GDF), por meio da Fundação Hemocentro de Brasília (FHB), lança, nesta segunda-feira (13), a campanha Carnaval Solidário: Doe Sangue, Doe Vida. Na primeira ação aberta à população, a Unidade Móvel de Coleta de Sangue da FHB atenderá doadores de sangue nesta terça-feira (14) no Estacionamento 13 do Parque da Cidade, entre 9h e 16h. O evento também contará com a apresentação do Bloco das Montadas, da Plataforma da Diversidade, da Baratona, do Bloco dos Prazeres e outras atrações.

“Nessa época, temos muitas viagens e comemorações, então é comum que as doações caiam. Ao mesmo tempo, temos um aumento da demanda por sangue. Então, é essencial que o Hemocentro consiga manter o seu estoque em um nível estratégico para atender aos pacientes da rede pública de saúde”Osnei Okumoto, presidente da FHB

Os interessados em doar na unidade móvel devem realizar agendamento prévio. A marcação pode ser feita pelo site Agenda DF (agenda.df.gov.br). Ao fazer login na plataforma, o interessado deve selecionar a opção “unidade móvel” e escolher o melhor horário para a doação.

O presidente da FHB, Osnei Okumoto, reforça a importância da doação de sangue no período que antecede o Carnaval. “Nessa época, temos muitas viagens e comemorações, então é comum que as doações caiam. Ao mesmo tempo, temos um aumento da demanda por sangue. Então, é essencial que o Hemocentro consiga manter o seu estoque em um nível estratégico para atender aos pacientes da rede pública de saúde”, explica.

A campanha de doação de sangue foi definida em reunião no Palácio do Buriti, sede do Governo do Distrito Federal (GDF), com a presença dos secretários de Governo, José Humberto Pires de Araújo; de Comunicação, Weligton Moraes; de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues; do presidente da FHB; e de representantes dos blocos.

“Se nós vamos fazer o Carnaval da Paz, por que não fazemos também um Carnaval Solidário? É uma campanha muito importante e uma ação que pretendemos manter ao longo do ano e aprimorar para o próximo ano”, destacou José Humberto Pires de Araújo.

“Mais do que um centro comercial, somos um ponto de informação para a sociedade. Acreditamos na realização de campanhas que, de alguma forma, mobilizem a comunidade positivamente. A campanha conscientiza o público sobre a necessidade de participar, criando uma cultura de empatia e solidariedade”Eliza Ferreira, superintendente do JK Shopping

JK Shopping

Na quinta-feira (16), a unidade móvel vai atender doadores no estacionamento do JK Shopping, em Taguatinga, entre 9h e 16h. As vagas disponibilizadas no Agenda DF já foram preenchidas, porém será possível realizar encaixe de doadores não agendados a depender da disponibilidade. Para a superintendente do JK Shopping, Eliza Ferreira, abraçar a causa é uma forma de incentivar o público e demonstrar que o processo é simples e seguro.

“Mais do que um centro comercial, somos um ponto de informação para a sociedade. Acreditamos na realização de campanhas que, de alguma forma, mobilizem a comunidade positivamente. A campanha conscientiza o público sobre a necessidade de participar, criando uma cultura de empatia e solidariedade”, afirma.

Unidade Móvel

Com R$ 2,4 milhões em investimentos, a unidade móvel possibilita a coleta de sangue em diferentes regiões do DF a partir do deslocamento de uma equipe multidisciplinar do Hemocentro em um ônibus adaptado e equipado para receber os doadores.

O doador de sangue precisa ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 51 kg e estar saudável | Foto: Divulgação FHB

O Hemocentro é responsável por abastecer de hemocomponentes toda a rede de saúde pública do DF, além de instituições conveniadas, como o Hospital da Criança, o Instituto de Cardiologia do DF e o Hospital das Forças Armadas. Em 2022, o Hemocentro de Brasília realizou uma média de 4.600 coletas de sangue por mês.

Doe sangue

Para doar sangue, é preciso ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 51 kg e estar saudável. Quem passou por cirurgia, exame endoscópico ou adoeceu recentemente, a recomendação é consultar o site do Hemocentro para saber se está apto a doar sangue.

Quem teve gripe deve aguardar 15 dias após o desaparecimento dos sintomas para poder doar sangue. Quem teve covid-19 deve aguardar dez dias após o fim dos sintomas, desde que sem sequelas. Se assintomático, o prazo é contado da data de coleta do exame. Já quem teve contato com pessoa diagnosticada ou com suspeita de covid-19 nos últimos sete dias fica impedido de doar sangue por sete dias após o último contato com a pessoa.

Compartilhe

Fabiana Ceyhan

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.