Senado debaterá alianças estratégicas em âmbito internacional

 

Nesta segunda-feira, 21, a partir das 18h, acontecerá na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional o 10º painel do Ciclo de Debates: “O Brasil e a Ordem Internacional: Estender Pontes ou Erguer Barreiras? ”, destinado a debater a atual situação política no mundo e a posição do Brasil na ordem internacional.

O requerimento apresentado pelo presidente da comissão, Senador Fernando Collor (PTC/AL), tratará de temas como “Multilateralismo, regionalismo ou bilateralismo?”, “O impacto do multilateralismo das relações internacionais nos processos de integração regional”, “Construção e desconstrução dos megaespaços”, “Os acordos transpacífico, transatlântico, a União Europeia e o Nafta”, “Deveria o Mercosul estabelecer uma relação efetiva com a Aliança do Pacífico (Chile, Peru, Colômbia, México e Costa Rica)?”, “O Brasil e a Aliança do Pacífico”, “O Acordo Transpacífico: ganhos e perdas com o fim dessa aliança. Qual o posicionamento do Japão nesse contexto? ”, “Impactos do fim do Acordo Transpacífico para o Japão e demais países asiáticos”.

Foram convidados para o debate o Professor do Instituto de Relações Internacionais da Universidade de Brasília – UnB, Eiiti Sato; o Ex-Reitor da Universidade das Nações Unidas no Japão, Professor Heitor Gurgulino de Souza; e o Professor do Departamento de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, Bernardo Palhares Campolina Diniz.

Todas as audiências do ciclo de debates são de caráter interativo, e qualquer cidadão poderá participar enviando perguntas e comentários por meio do Portal e-Cidadania ou do Alô Senado, no telefone 0800 61 22 11.

Link da audiência: http://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaoaudiencia?id=11706

 

 

Ricardo Vaz

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.