Programa do Banco Mundial recupera 4 mil quilômetros de estradas no Brasil

O Pró-Rodovias, apoiado pela agência da ONU, tem o objetivo de continuar e expandir esse trabalho

Uma iniciativa do Banco Mundial na Bahia recuperou 4 mil quilômetros de estradas em 13 anos de trabalho. O Programa de Recuperação e Manutenção de Rodovias da Bahia, PREMAR, teve duas fases: na primeira, de 2006 a 2014, cobriu 1 mil quilômetros. Na segunda, de 2016 a 2021, foram 3 mil quilômetros melhorados.

Melhoria nos trajetos

O espanhol Carlos Bellas, gerente do PREMAR, explica por que o programa foi importante para o estado.

“O projeto fez com que houvesse muitas rodovias melhoradas, que reduziram consideravelmente o tempo de viagem. Por exemplo, (o trajeto) de Juazeiro a Paulo Afonso, antes demorava um dia todo. Hoje em dia, são cinco horas de trajeto, bem mais simples e menos cansativo. Isso implica grandes vantagens de qualidade de vida para os moradores e para quem tem que fazer negócios naquelas áreas. E também teve grande importância na criação de novos empreendimentos agroalimentares, de mangas e outras frutas, naquele lugar.”

Outra melhoria ocorreu no trecho da BA-263 conhecido como Serra do Marçal. É um lugar conhecido pelas curvas fechadas e pelo desnível de mais de 400 metros ao longo de apenas 6 quilômetros. Em 2007, a rodovia precisou ser interditada por quase seis meses para que a recuperação fosse feita.

O engenheiro civil Anibal Coelho, que trabalhou nas duas fases do PREMAR, fala do impacto dessa obra: “O trânsito ficou complicado à época porque tivemos de fazer um grande desvio, mas deu certo”. Uma nova iniciativa, chamada Pró-Rodovias, está em preparação para a Bahia e outros estados.

Uma nova iniciativa, chamada Pró-Rodovias, está em preparação para a Bahia e outros estados.

Ampliação do projeto

Garantir a boa manutenção das estradas foi um ponto importante do programa. Por meio do PREMAR 2, foram criados contratos de longo prazo, por desempenho. Ou seja, o pagamento às construtoras era feito somente se elas realizassem a manutenção prometida.

Uma iniciativa em preparação, chamada Pró-Rodovias, aprimora esse modelo, adotando contratos de manutenção mais longos. O objetivo do programa é dar à população da Bahia uma conectividade mais segura e preparada para os impactos das mudanças climáticas. Assim, os moradores do estado terão mais acesso a oportunidades.

Rodovias de outros estados podem ser contempladas pelo novo programa, como Espírito Santo, Rio Grande do Norte, Goiás, Tocantins, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul e Piauí. E, além delas, estradas federais administradas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, DNIT, no Nordeste.

Banco Mundial

O Grupo Banco Mundial, uma agência especializada independente do Sistema das Nações Unidas, é a maior fonte global de assistência para o desenvolvimento e atua como uma cooperativa de países, que disponibiliza seus recursos financeiros, o seu pessoal altamente treinado e a sua ampla base de conhecimentos para apoiar os esforços das nações em desenvolvimento para atingir um crescimento duradouro, sustentável e equitativo. O objetivo principal é a redução da pobreza e das desigualdades.

O Banco Mundial é parceiro do Brasil há mais de 60 anos, e já apoiou o Governo brasileiro, estados e municípios em mais de 430 financiamentos. Anualmente, são realizados novos financiamentos, em áreas como gestão pública, infraestrutura, desenvolvimento urbano, educação, saúde e meio ambiente.

As informações são da ONU News.

Compartilhe

Fabiana Ceyhan

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.