Inscrições abertas para o programa de bolsas da ONU para afrodescendentes

Está aberta a convocatória para o Programa de Bolsas de Estudo da ONU para Afrodescendentes 2023.

O programa consiste na capacitação em direitos humanos para afrodescendentes que se dedicam à promoção dos direitos de suas comunidades, e acontecerá de 13 de novembro a 1º de dezembro, em Genebra, na Suíça.

O objetivo do programa de bolsas é fortalecer as habilidades dos participantes para contribuir com a promoção e proteção dos direitos civis, políticos, econômicos, sociais e culturais dos afrodescendentes em seus países.

Os bolsistas adquirem as ferramentas necessárias para melhorar o desenvolvimento de leis, políticas e programas, fortalecer a colaboração entre governos e sociedade civil e realizar atividades de conscientização em nível local.

Década Internacional de Afrodescendentes
Legenda: Década Internacional de Afrodescendentes

“Em meio a um aumento alarmante do racismo, discriminação racial e xenofobia em todo o mundo, as vozes das pessoas afrodescendentes precisam ser ouvidas. E levadas em conta.” – Volker Türk, Alto Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos, durante a 1ª Sessão do Fórum Permanente sobre Afrodescendentes

Programa de Bolsas para Afrodescendentes é um treinamento intensivo em direitos humanos para afrodescendentes da diáspora que se dedicam a promover os direitos de suas comunidades.

O programa é realizado uma vez por ano no Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos em Genebra, na Suíça.

O programa de bolsas oferece aos participantes a oportunidade de:

  • Aprender e expandir seu conhecimento e compreensão da lei internacional de direitos humanos e do sistema de direitos humanos das Nações Unidas, a estrutura internacional para combater o racismo, a discriminação racial, a xenofobia e a intolerância relacionada e questões relacionadas a esses temas, com atenção especial aos afrodescendentes;
  • Fortalecer suas competências em termos de elaboração de propostas de projetos, apresentações e transmissão de informações aos mecanismos de direitos humanos;
  • Obter exposição em primeira mão aos mecanismos de direitos humanos;
  • Relacionar-se com uma ampla gama de atores no campo dos direitos humanos.

O Programa de Bolsas de Estudo foi criado pela Seção de Combate à Discriminação Racial em 2011 e posteriormente endossado pela resolução da Assembleia Geral sobre a implementação do programa de atividades da Década Internacional dos Afrodescendentes (A/RES/69/16). O Alto Comissariado para os Direitos Humanos é o coordenador da Década.

Desde 2011, 141 ex-alunos de 43 países participaram do programa de bolsas, incluindo Argentina, Barbados, Belize, Brasil, Chile, China, Colômbia, Costa Rica, Filipinas, Guiana, Haiti, Honduras, Iraque, Jamaica, México, Panamá, Paraguai, Peru, Trinidad e Tobago, Uruguai e Venezuela.

Quem pode se inscrever?

O candidato deve ser afrodescendente residente na diáspora.

  • O candidato deve ter no mínimo 4 anos de experiência profissional vinculada aos direitos dos afrodescendentes.
  • O candidato deve obter uma carta de recomendação de uma organização que trabalhe com questões relacionadas aos direitos de afrodescendentes ou minorias, confirmando sua idoneidade.
  • O candidato deve ter disponibilidade para fazer todo o programa. Espera-se que os bolsistas e bolsistas selecionados participem das diversas atividades planejadas e sigam rigorosamente o cronograma.

Datas do Programa de Bolsas de Estudo

Em 2023, a bolsa acontecerá de 13 de novembro a 1º de dezembro em Genebra, na Suíça.

Além disso, os bolsistas terão que dedicar algumas horas aos cursos online e exercícios preparatórios durante as duas semanas anteriores.

Como submeter a candidatura?

As candidaturas podem ser apresentadas em inglêsfrancês ou espanhol.

Os candidatos devem enviar os seguintes documentos em um único e-mail para ohchr-africandescentfellowship@un.org:

  • Currículo. 
  • Formulário de Candidatura devidamente preenchido, assinado e digitalizado em documento único. (Inglês | Français | Espanhol)
  • Uma declaração pessoal/carta de motivação (máximo de 500 palavras) na qual o candidato explica sua motivação para se candidatar ao programa de bolsas e como usará os conhecimentos adquiridos durante o programa para promover os interesses e direitos dos afrodescendentes.
  • Uma carta oficial da organização apoiando sua inscrição e confirmando sua adequação.
  • Uma cópia do seu passaporte.
  • Observe que os aplicativos que incluem mais de cinco anexos não serão aceitos.

Qual é o prazo de inscrição?

30 de abril de 2023.

Processo de seleção

A seleção dos bolsistas refletirá um equilíbrio entre regiões de origem e gênero. O processo também levará em conta a situação dos direitos humanos dos afrodescendentes nos respectivos países.

Observe que, devido ao grande número de e-mails recebidos, as inscrições não serão confirmadas. O Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos entrará em contato apenas com os candidatos pré-selecionados.

Benefícios do participante

Cada bolsista tem direito a uma passagem de volta (em classe econômica) entre seu país de residência e Genebra, seguro de saúde básico e um estipêndio para acomodação modesta e outras despesas de subsistência durante todo o programa.

Para mais informações, visite a página do ACNUDH em português

Fonte: ONU

Compartilhe

Brasília in Foco