IMDH promove feira intercultural em homenagem ao Dia Mundial do Refugiado e Semana do Migrante 2017

No ano 2000 a Organização das Nações Unidas – ONU, instituiu a data de 20 de junho como o Dia Mundial do Refugiado. O objetivo é conscientizar autoridades e a sociedade para um grave problema: pessoas que são forçadas a deixar seu próprio país. Estima-se que existam mais de 45 milhões de pessoas espalhadas pelo mundo que foram forçadas a encontrar um novo local para sobreviver devido à perseguição que passaram a sofrer em seu país de origem. Muitas tinham famílias estruturadas, bom emprego, formação acadêmica, mas por conta de conflitos, guerras e ameaças terroristas tiveram que sair de onde viviam em busca de um novo lar.

 

Para celebrar o Dia Mundial do Refugiado e a Semana do Migrante, o Instituto Migrações e Direitos Humanos – IMDH, promoverá no dia 17 de junho a Feira Intercultural dos Imigrantes. A mostra propõe um espaço de estímulo da expressão cultural e movimento da economia criativa. Nesta, terão: Espaço Criativo, com a venda de artesanatos, roupas e acessórios por imigrantes; e espaço Sabores do Mundo, com gastronomia de diversas origens.

 

A feira será montada durante o MigrArte, um evento de artes integradas e de realização colaborativa, envolvendo cinema, música, artes e gastronomia com o intuito de proporcionar uma celebração intercultural. A proposta é de que o Museu Nacional de Brasília receba, de 13h às 22h, pessoas de diferentes origens com cultura e entretenimento.

 

Além da feira intercultural promovida pelo IMDH, o evento conta, ainda, a mostra fotográfica Domus em Trânsito, que apresenta temáticas enfrentadas pela Defensoria Pública da União, sob o olhar poético dos integrantes do Núcleo de Extensão Humanízate, do IESB; o Espaço Unipaz DF com rodas de cura e olhares, tai-chi-chuan, dança e estudos corporais; e o Espaço Crianças Sem Fronteiras com atividades de integração e diversão entre crianças imigrantes e brasileiras, com pintura a rosto, contação de histórias e brinquedos.

 

A mostra de filmes “Olhares sobre o Refúgio”, promovida pelo ACNUR, a Agência da ONU para Refugiados, objetiva oferecer ao público a visão de diretores brasileiros e estrangeiros sobre os dilemas, dificuldades e conquistas de refugiados em diferentes partes do mundo.

 

Sobre o IMDH

 

O Instituto Migrações e Direitos Humanos (IMDH) é uma entidade social sem fins lucrativos, fundada em 1999, pela Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos Borromeo, Scalabrinianas. O Instituto tem por missão promover o reconhecimento da cidadania plena de migrantes, refugiados e apátridas, atuando na defesa de seus direitos, na assistência social, jurídica, humanitária e religiosa, em sua integração na sociedade e inclusão em políticas públicas, com especial atenção às situações de maior vulnerabilidade.

 

A diretora do Instituto, Ir. Rosita Milesi, pertence à Congregação das Irmãs Scalabrinianas, é advogada e atua no IMDH, na Pastoral da Mobilidade Humana da CNBB e da Arquidiocese de Brasília, bem como assessora o Conselho Episcopal Latino-Americano, sediado em Bogotá.

 

Para Ir. Rosita, “A missão junto e a favor dos refugiados e refugiadas é permanente. Acolhemos no momento em que chegam e os acompanhamos de modo a oferecer-lhes condições básicas para a reconstrução de sua vida, principalmente nesta fase emergencial de sua chegada, quando se encontram numa situação de grande vulnerabilidade. Esta acolhida compreende ajudá-los com atitude fraterna, compreendê-los, animá-los, dar-lhes esperança e a possibilidade de recuperar a autoestima, a confiança na possibilidade de viver longe de conflitos, guerras e perseguições. É dimensão igualmente importante de nossa missão oferecer-lhes apoio material, suprimento de necessidades básicas, caridade, generosidade, mãos que socorrem, corações que amam e ações que promovem a integração na sociedade para que estes refugiados possam reconstruir sua vida na dignidade de nossa humanidade comum”.

 

O IMDH está sediado em Brasília e para ajudar a aprimorar o atendimento aos refugiados no País articulou a “Rede Solidária para Migrantes e Refugiados” (RedeMiR). A RedeMiR é uma grande articulação em âmbito nacional envolvendo em torno de 60 entidades da sociedade civil, de norte a sul do País. Essas entidades, algumas existentes há anos, outras mais recentes, trabalham apoiando-se entre si e aos migrantes e refugiados, partilhando práticas, experiências, lições aprendidas e somando esforços de incidência junto às esferas governamentais e políticas. Assim, a Rede oportuniza o fortalecimento das capacidades de agentes que atuam em todo o Brasil, contribuindo para melhorar o atendimento e a acolhida das pessoas em mobilidade.

 

Informações

 

Feira Intercultural dos Imigrantes – MigrArte 

Local: Museu Nacional de Brasília (Setor Cultural Sul, lote 2, próximo à Rodoviária do Plano Piloto – Zona 0 – Brasília/DF)

Data: 17 de junho de 2017

Horário: 13h às 22h

Assessoria de Comunicação: Henrique Rufino – 61 9 9676-6722 – imdh.comunicacao@gmail.com

 

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.