Governo Federal assina acordo para ampliar voos internacionais e atrair turistas estrangeiros

Parceria quer mapear a percepção do viajante estrangeiro em relação à sua experiência no Brasil

Atrair mais viajantes estrangeiros para o país, aumentar o número de voos e rotas do mercado internacional e melhorar a experiência do turista sobre a percepção do Brasil são algumas das premissas do acordo de cooperação técnica assinado pelo Governo Federal com a Aeroportos do Brasil (ABR). Com a presença do ministro de Portos e Aeroportos (MPor), Silvio Costa Filho, o evento é um marco importante para avançar, junto aos operadores aéreos, na ampliação da malha aérea internacional.

Costa Filho citou medidas que podem ser adotadas pelo Governo Federal para ampliar o interesse do turista estrangeiro em visitar o nosso país. “A sintonia da Embratur com o Ministério de Portos Aeroportos e com o Ministério do Turismo possibilita que a gente avance em direção ao desenvolvimento do turismo no Brasil. É preciso investir na publicidade e promoção, para a gente vender o nosso país lá fora, no fortalecimento das empresas aéreas nacionais e em uma infraestrutura aeroportuária de qualidade, para receber bem o nosso turista”, listou o ministro.

Entre os objetivos previstos no acordo de cooperação para fomentar o turismo internacional estão: a ampliação de empresas interessadas em aumentar o número de voos e rotas para o exterior, a criação de um apoio técnico para atuar em áreas temáticas e a realização de pesquisas nos aeroportos para aferir a percepção do turista estrangeiro em relação à experiência da estadia em solo brasileiro.

Outras ações estratégicas para atrair mais viajantes e voos internacionais para o país serão realizadas a partir do reforço no diálogo com empresas de aviação civil interessadas no mercado brasileiro. Esse trabalho será intensificado com as companhias que pararam de voar no Brasil em decorrência da Covid-19, por exemplo. Para as empresas que já operam por aqui, o Governo Federal, por meio da Embratur e do Ministério do Turismo, pretende demonstrar a importância de ampliar suas operações nas regiões Norte e Nordeste.

Para o presidente da Embratur, Marcelo Freixo, o atual governo tem trabalhado em conjunto com a iniciativa privada pelo desenvolvimento do turismo internacional no Brasil. “Aqui é um lugar de diálogo e de construção conjunta. O turismo é, inevitavelmente, a relação entre o público e o privado. O sucesso da gestão pública no turismo vai ser o setor privado ganhando e crescendo. E o setor privado não tem como ganhar e crescer sem política pública e um bom diálogo”, concluiu.

O acordo foi assinado pelo ministro de Portos e Aeroportos (MPor), Silvio Costa Filho, pelos presidentes da Embratur, Marcelo Freixo, e da Associação Aeroportos do Brasil, Fábio Rogério de Carvalho. A cerimônia contou também com a presença do secretário Nacional de Infraestrutura, Crédito e Investimento do Ministério do Turismo, Carlos Henrique Sobral, do Secretário Nacional de Aviação Civil, Juliano Noman, entre outras autoridades do setor aéreo.

As informações são do Ministério de Portos e Aeroportos.

Compartilhe

Brasília in Foco