Equador comemora o Grito da Independência e os 175 anos de amizade com o Brasil

A Embaixada do Equador celebrou a data mais importante de seu país no dia 14 de agosto, em Brasília. O evento acontece devido  a luta pela independência e a vitória  que é comemorada pelos equatorianos em 10 de agosto . A República do Equador foi um dos três países que emergiram do colapso da Grã-Colômbia em 1830.

A sua capital é a cidade de São Francisco de Quito, mas comumente conhecida como  Quito, que foi declarada  patrimônio da humanidade pela UNESCO  em 1970, por ter o  centro Histórico mais bem preservado e menos alterado da América do Sul.

A maior cidade equatoriana, no entanto, é Guayakil e   o  centro histórico de Cuenca, a terceira maior cidade do país foi declarado Patrimônio Mundial em 1999, como um exemplo notável de uma cidade planejada, de estilo espanhol colonial, no  interior da América. O país é o lar de uma grande variedade de espécies  endêmicas  muitas delas nas ilhas galápagos. Esta diversidade de espécies faz do Equador um dos dezessete  países mega diversos do mundo.

 

O embaixador Diego  Rivadeneira  enfatizou a importância das relações com o Brasil  e apresentou uma mensagem do Presidente aos presentes, a comida equatoriana foi servida para os convidados que estiveram presentes na recepção realizada na sede da embaixada .

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.