Embaixada do Vietnã celebra 77 anos de independência do país

A Embaixada do Vietnã no Brasil, celebrou o dia nacional do país em 30 de setembro, no Porto Vitória, em Brasília. Entre os convidados estavam autoridades internacionais e membros do Itamaraty. Em seu discurso a Embaixadora Pham Thi Kim Hoa falou sobre o momento da independência sobre o comércio bilateral, sobre Asean e a relacão com o MERCOSUL.


“Em 2 de setembro de 1945, o presidente Ho Chi Minh, o grande líder da nação vietnamita, leu a Declaração de Independência, dando origem à República Democrática do Vietnã, que agora é República Socialista do Vietnã. Desde então, o país foi nomeado no mapa-múndi pela primeira vez. Embora a Declaração de Independência seja curta, contém importantes valores históricos para o povo vietnamita, bem como tem um profundo significado de época, contribuindo para libertação humana, que é o início da era da independência e da liberdade dos povos coloniais e oprimidos em todo o mundo.
Com o espírito de “Não há nada mais precioso do que independência e liberdade”, o povo vietnamita protegeu e reconstruiu o Vietnã depois de vivenciar guerras de agressão, criando um Vietnã com um visual completamente novo. O Vietnã hoje tornou-se um país de prestígio no cenário internacional.
Nos últimos 36 anos de renovação, o Vietnã alcançou muitas conquistas históricas importantes, especialmente na manutenção da estabilidade política, na criação de um ambiente de negócios favorável, equilibrando o crescimento econômico e realizando metas de desenvolvimento sustentável, tanto para investidores quanto para turistas internacionais.
O Vietnã sempre perseverou de maneira firme e defendeu a política externa de independência, autonomia, paz, amizade, cooperação e desenvolvimento; multilateralização e diversificação; sendo “um amigo, parceiro de confiança e membro responsável da comunidade internacional”.
A partir de 2022, o Vietnã tem relações oficiais com 189/193 países; estabelece parcerias estratégicas e parcerias abrangentes com 30 países de todos os continentes, incluindo todos os 05 membros permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas, 7 principais países industrializados (G7) assim como 17 das 20 maiores economias do mundo (G20); tem participado de 17 acordos de livre comércio (FTAs), incluindo os de nova geração. 79 países já reconheceram o Vietnã como uma economia de mercado. Durante o ano pandemia de 2020, o Vietnã esteve entre os poucos países que mantinham a taxa de crescimento de 2,91% do PIB, apesar de experimentarem 04 ondas de epidemias. Em 2021, o crescimento desacelerou para 2,58%, no entanto, o Fundo Monetário Internacional espera que o Vietnã atinja um crescimento de 7,5% em 2022 com forte resiliência.
Em média, nos primeiros sete meses de 2022, o índice de preços no consumidor (IPC) cresceu 2,54% em relação ao mesmo período do ano passado; a inflação do núcleo aumentou 1,44%, abaixo da média geral do IPC. Nos primeiros sete meses de 2022, o volume total de exportação e importação de mercadorias está estimado em 431,94 bilhões de USD, sendo o aumento de 14,8% em relação ao mesmo período do ano passado, dos quais as exportações aumentaram 16,1%; as importações aumentaram 13,6%. Estima-se que a balança comercial de bens nos primeiros 7 meses de 2022 tenha um superávit comercial de 764 milhões de dólares. O volume de negócios de exportação de mercadorias é estimado em 216,35 bilhões de dólares.
Nos próximos anos, o Vietnã continuará a promover reformas abrangentes para o desenvolvimento sustentável, coesão e melhoria de uma economia de mercado orientada para o socialista e continuará a tomar medidas adequadas para promover o comércio bilateral e multilateral, exploram plenamente as vantagens da revolução industrial 4.0 para o desenvolvimento socioeconômico.

constantemente um impulso exponencial nos últimos anos, atingindo mais de 6 milhões de dólares em 2021 e 4,17 bilhões de dólares apenas nos primeiros 7 meses de 2022. Acredito que os dois países ainda têm muito espaço para cooperação no próximo tempo, especialmente no contexto em que o Vietnã e os países membros do MERCOSUL estão realizando pesquisas sobre a possibilidade de negociar um Acordo de Livre Comércio entre o Vietnã – MERCOSUL, e o Brasil atualmente já é Parceiro de Diálogo Setorial da ASEAN.” declarou a diplomata.

Compartilhe

Fabiana Ceyhan

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.