Embaixada do Equador informa que o país está pronto para receber visitantes para a final da libertadores


Segundo informacões da Embaixada do país em Brasília, o Equador está pronto para receber milhares de torcedores para a final da Copa Libertadores 2022 .O presidente do Equador Guillermo Lasso, e o presidente da Conmebol, Alejandro Dominguez,revisaram os avanços dos protocolos, bem como as ações tomadas para manter a segurança dos torcedores e das equipes participantes da final da Copa Libertadores da América, que entrarão em vigor no próximo 29 de outubro na cidade de Guayaquil, onde está localizado o principal porto do Equador.

Em Guayaquil, foi instalado um posto de comando unificado, no qual a partir de um convênio com a Conmebol, as autoridades estarão a par do andamento do evento, com linhas de ação de segurança, equipes de saúde, facilidades turísticas, mobilidade de torcedores e delegações. Dentro das ações previstas, está a execução de um plano de segurança elaborado pela Polícia Nacional do Equador em coordenação com a Conmebol, com a Federação Equatoriana de Futebol e o Governo Nacional, dentro do qual está prevista a disponibilização de um efetivo de 10.000 policiais do Equador, para garantir a ordem e a paz das zonas de intervenção.

Medidas associadas de atenção à saúde serão realizadas através de um protocolo de resposta previsto pelo Ministério de Saúde Pública, além de uma ampla operação nos aeroportos com um acréscimo significativo nas equipes de migração, garantindo a segurança cidadã e a agilidade na entrada e na saída do país. Além disso, nessa semana o Equador eliminou a obrigatoriedade de apresentação de requisitos sanitários em relação à Covid-19 para o ingresso ao pais, inclusive para viagens às Ilhas Galápagos. De acordo com a disposição do COE, a partir do dia 20 de outubro, nenhum viajante é obrigado a apresentar a carteira de vacinação, nem teste PCR negativo ou de antígeno

Compartilhe

Fabiana Ceyhan

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.