Embaixada da Sérvia inaugura exposição sobre Nikola Tesla com a presença de autoridades

A Embaixada da Sérvia inaugurou, nesta segunda-feira (24), a exposição “Energia para o Futuro – Nikola Tesla, Vida e Desenvolvimento da Hidroenergia”. A mostra, no Planetário de Brasília Luiz Cruls, retrata a vida e obra do engenheiro e inventor sérvio.

A Embaixadora da Sérvia, Jelena Blazevic, foi a anfitriã da noite. Diversas autoridades prestigiaram a abertura da mostra, com destaque para o secretário de Relações Internacionais (Serinter), Paco Britto.

Em seu discurso, Blazevic destacou que “nossa embaixada trouxe esta exposição ao Brasil, após a sua apresentação com mesmo conteúdo no México e em Cuba. Mas, gostaria de destacar que a apresentação de Brasília, além da história que se consta nos 19 painéis, também contém uma surpresa para o público brasileiro, que poderá desfrutar graças à cooperação desta embaixada com Planetário e especificamente com o Instituto de Física da Universidade de Brasília”.

A diplomata ressaltou ainda que o evento comemora os 85 anos do estabelecimento das relações diplomáticas entre os dois países. “Como chefe da nossa missão diplomática, estou empolgada em poder testemunhar as ótimas relações que sempre existiram entre a Sérvia e o Brasil, que estão cada vez mais fortes. Durante os últimos cinco anos foram celebrados vários acordos de cooperação. O Brasil tem investido com sucesso em empresas sérvias, enquanto os produtos de ambos países alcançam aos poucos seus mercados mutuos. О diálogo político, embora tenha sofrido as consequências da pandemia, tem perspectiva de continuidade. Os laços entre os dois povos estão mais fortes”, pontuou.

A exposição tem apoio da Serinter e da Secretaria de Ciência e Tecnologia do GDF. Ela foi criada pelo Dr. Branimir Jovanović, do Museu Nikola Tesla em Belgrado, que se dedica a preservar o legado do cientista. O cenário apresenta as principais invenções, como o motor de indução, a corrente alternada e a transmissão de sinal sem fio, dentre outras. Além disto, a mostra conta com aparato do Instituto de Física da Universidade de Brasília, concebido a partir de uma invenção de Tesla.

Compartilhe

Fabiana Ceyhan

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.