Senado terá debate ¨Os BRICS e a Ordem Internacional Contemporânea¨

Nesta segunda-feira, 18, a partir das 18h, acontecerá na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional o 12º painel do Ciclo de Debates: “O Brasil e a Ordem Internacional: Estender Pontes ou Erguer Barreiras? ”, destinado a debater a atual situação política no mundo e a posição do Brasil na ordem internacional.

A audiência pública abordará os temas: Os BRICS e a Ordem Internacional Contemporânea: para onde vão os gigantes emergentes?, Discutindo sobre: A assertiva de que países emergentes se tornariam líderes mundiais não se verificou (à exceção da China), Como o Brasil se insere nos BRICS? Há oportunidades de parcerias efetivas com esses países?, Possibilidades de conflito entre os BRICS e os Impactos das relações com os BRICS para o desenvolvimento econômico e tecnológico e para a Defesa Nacional do Brasil.

Foram convidados para a reunião o Professor do Departamento de Economia da Universidade de Brasília – UnB, Renato Baumann; o Professor do Departamento de História da Universidade de São Paulo – USP, Angelo Sergrillo; e o Secretário-Adjunto Especial da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República – SAE/PR, Marcos Degaut.

Todas as audiências do ciclo de debates são de caráter interativo, e qualquer cidadão poderá participar enviando perguntas e comentários por meio do Portal e-Cidadania ou do Alô Senado, no telefone 0800 61 22 11.

Link da audiência: http://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaoaudiencia?id=11926

 

 

Atenciosamente,

 

Ricardo Vaz

Coordenação de Apoio ao Programa e- Cidadania – SCOM – SGM

Anexo II, Ala Senador Alexandre Costa, Sala 13, subsolo

70165-900 Brasília – DF

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.