República Checa e Eslováquia promovem evento cultural no Brasil

 Aconteceu ontem em Brasília o recital comemorativo aos 100 anos da Fundação da Tchecoslováquia com a presença dos artistas Pavel Burdych, violinista tcheco Zuzana Berešová, pianista eslovaca, na Casa Thomas Jefferson da Asa Norte . Atualmente, o duo colabora com representações diplomáticas da República Tcheca e República Eslovaca no exterior para celebrar o 100o aniversário da antiga República da Tchecoslováquia e o 25o aniversário da criação da República Tcheca e República Eslovaca, depois de sua divisão. A composição “1-9-1-8” de Peter Machajdík (compositor eslovaco) foi criada para o duo em comemoração ao centenário da antiga República da Tchecoslováquia. Os artistas têm sido convidados regulares em festivais de música na Alemanha, na Áustria, na República Tcheca e na Eslováquia, além de fazer aparições frequentes em concertos em todo o mundo, incluindo Roma, Paris, Lisboa, Seul, Pequim, Bucareste, Sofia, Atenas, Viena, Budapeste, Belgrado, Praga e Bratislava. Graças às suas raízes tchecoslovacas, têm recebido convites de comunidades expatriadas tchecas e eslovacas de diversos países. Todos os anos, o Duo Tchecoslovaco de Câmara monta projetos centrados em torno de aniversários de grandes  compositores e seu repertório varia de música clássica a obras contemporâneas, de grandes sonatas a pequenas peças virtuosas. Em 2012, a Rádio Tcheca emitiu o selo de estreia do primeiro CD da dupla com produções de compositores tchecos e eslovacos como Antonín Dvořák, Peter Machajdík e Mikuláš Schneider-Trnavský. O Duo Tchecoslovaco de Câmara ganhou os elogios do público e da crítica por seus altos padrões profissionais, coordenação impecável e musicalidade. O concerto em Brasília não foi diferente e  causou muita emoção nos presentes.

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.