Palestinos repudiam proposta estadunidense para a solução do conflito com Israel

                                                                                                                                               

O Comitê Central da organização política palestina Al-Fatah, dirigido pelo presidente da Autoridade Nacional Palestina, Mahmoud Abbas, confirmou nesta  semana, seu repúdio à proposta estadunidense para uma solução ao conflito palestino-israelense.

‘Reafirmamos a posição palestina que repudia qualquer acordo político, seja o denominado acordo do século, ou o acordo de Gaza. Estes duvidosos projetos destinados a liquidar a causa palestina serão confrontados e terminados pela firmeza de nosso povo e a adesão de nossos líderes a nossos direitos nacionais e sacrifícios’, assinala o comunicado oficial da Al-Fatah.

O documento afirma que a Casa Branca deveria entender que todo acordo ou iniciativa que exclua os legítimos direitos do povo palestino ou transgrida as resoluções internacionais está destinado ao fracasso.

O Comitê Central da Al-Fatah advertiu também a respeito da recente decisão de Israel de deduzir dinheiro dos rendimentos fiscais palestinos para castigar assim a Autoridade Palestina, que pagou aos familiares dos prisioneiros, mortos e feridos por parte das forças sionistas.

Adiantou que na próxima reunião do Conselho Central Palestino, a segunda maior entidade política na tomada de decisões, se definirá o caráter das relações com Israel e os Estados Unidos, à luz de suas últimas posições em relação aos direitos do povo palestino.

Al-Fatah chamou a manter a luta contra a ocupação ilegal israelense nos territórios palestinos e referiu-se nesse sentido aos últimos acontecimentos na aldeia de Jan al-Ahmar.

a organização política  solicita a imediata implementação dos acordos entre Al Fatah e Hamas sobre a reconciliação nacional.

 

Fonte: site 247

Foto: Portal Vermelho

 

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.