Ministra do Turismo do Paraguai, embaixada do Chile e do Peru participam de cerimônia de lançamento de novos destinos de vôos

A população do Distrito Federal ganha mais três opções de voos internacionais diretos. Os moradores da capital terão rotas para Assunção (Paraguai), Lima (Peru) e Santiago (Chile). O objetivo , além de gerar emprego, é transformar o Aeroporto Internacional de Brasília – Presidente Juscelino Kubitschek  – em um grande ponto de ligação do Brasil com outros continentes.

Durante a cerimônia de lançamento dos novos destinos, na tarde de quarta-feira (21), no Palácio do Buriti,  a secretária de Turismo Vanessa Mendonça, afirmou que  Brasília ganhou, desde o início deste ano, um novo olhar sob o turismo e que, o aumento de conectividade com outros países da América Latina em tão pouco tempo, demonstra os esforços que o GDF tem realizado para impulsionar o turismo na capital brasileira. “Estamos no coração do Brasil, temos um dos melhores aeroportos e temos voos diretos com todas as capitais brasileiras”, ressalta.

3 voos diretos para Assunção, Lima e Santiago:

As novas rotas começam a ser operadas aos poucos. Em 15 de outubro inicia o destino direto para Santiago às terças, quintas e sábados. Em 14 de novembro será a vez do trecho para Lima às segundas, quintas e sábados e em 15 de dezembro a rota de Assunção. A companhia ainda irá detalhar a escala.

Participaram da cerimônia o secretário  de Relações Internacionais, Pedro Rodrigues, o presidente da Inframerica. A ministra  do Turismo do Paraguai,Sofia afara, que afirmou em seu discurso a importância desta conexão direta com Brasília, tanto para o Paraguai, quanto para os países vizinhos.   Cristian Oschileswskirepresentando o embaixador do Chile no Brasil, Fernando Schmidt, o embaixador do Peru no Brasil, Javier Yépez Verdeguer,  e vários embaixadores de outros países.,

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.