China e EUA devem trabalhar juntos com “espírito do Boi” por melhor futuro compartilhado, diz embaixador chinês

Os Estados Unidos e a China devem trabalhar juntos com o “espírito do Boi”, um animal do zodíaco que simboliza resistência, energia e dedicação na cultura chinesa, por um futuro melhor compartilhado, disse nesta quinta-feira o embaixador chinês no país norte-americano, Cui Tiankai.

“Em algumas horas, entraremos no Ano do Boi”, destacou Cui na Recepção Online e Concerto Sinfônico do Ano Novo Chinês de 2021, transmitido na noite da quinta-feira, horário local.

“Na cultura chinesa, o boi simboliza resistência, energia e dedicação”, lembrou Cui, acrescentando que espera que “mostremos o espírito do boi e trabalhemos juntos por um futuro melhor compartilhado, para o povo chinês e americano e o povo do mundo inteiro.”

Apelando aos dois países para “derrotar a COVID-19 com a resistência do Boi”, ele disse: “nunca esqueceremos que os povos chinês e americano se apoiaram e se mantiveram juntos durante a pandemia”.

“Acredito que enquanto perseverarmos, guiados pela ciência e pelo humanitarismo, superaremos a pandemia juntos muito em breve”, acrescentou.

“Em segundo lugar, vamos realizar a recuperação pós-pandemia e o crescimento com a energia do Boi”, incentivou Cui.

“A China permanecerá comprometida com a estratégia de ganho recíproco de abertura e globalização econômica e trabalhará com os Estados Unidos e outros países para injetar confiança e energia na economia global”, garantiu ele.

“Terceiro, vamos unir nossa força e sabedoria para um futuro melhor com a dedicação do Boi”, afirmou o embaixador.

Os países precisam colocar de lado as diferenças e agir com senso de responsabilidade e solidariedade para enfrentar uma série de desafios globais, como doenças transmissíveis e mudanças climáticas, ressaltou ele.

Cui observou que 2021 também marca o 50º aniversário da primeira visita secreta de Henry Kissinger à China e da Diplomacia do Ping-Pong.

Nas últimas cinco décadas, os dois países superaram as diferenças ideológicas e o confronto da Guerra Fria e fizeram grandes avanços em suas relações, salientou ele.

“Isso não apenas impactou positivamente os dois países, mas também mudou o mundo inteiro. Ao nos despedirmos do ano passado, devemos olhar mais para o futuro e trabalhar juntos para concretizar o desenvolvimento sólido e estável das relações China-EUA”, pediu o diplomata.

“No zodíaco chinês, o boi é um signo muito auspicioso e próspero”, explicou Cui, expressando seus melhores cumprimentos aos compatriotas chineses nos EUA e a todos os amigos americanos.

O concerto desta quinta-feira foi apresentado pela chinesa Orquestra Sinfônica de Shenzhen e músicos convidados dos EUA e Japão.

Fonte: Xinhua

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.