Assista a palestra na embaixada da Itália no Brasil, sobre o sistema universitário italiano e como estudar no país.

ESTUDAR NA ITÁLIA: EVENTO DE APRESENTAÇÃO DO SISTEMA UNIVERSITÁRIO ITALIANO EM BRASÍLIA

 

Quais são as oportunidades de estudo que o sistema universitário italiano oferece aos estudantes estrangeiros? Quais as normas para o ingresso dos estudantes estrangeiros aos cursos universitários na Itália?

O evento “Estudar na Itália”, organizado pela Embaixada da Itália em Brasília, apresentará a oferta formativa do sistema acadêmico italiano, divulgando informações práticas sobre os procedimentos de inscrição e sobre o processo administrativo para começar um percurso de estudos na Itália, um país que os jovens brasileiros olham com muito interesse pelos laços históricos, econômicos, linguísticos e culturais existentes.

Atualmente a Itália desempenha um papel muito importante no âmbito da instrução superior europeia e internacional. Assim como no passado, a Itália possui uma forte estrutura educacional que permite oferecer aos estudantes uma ótima formação. Estudar na Itália proporciona também a possibilidade de entrar em contato com a imensa cultura do nosso país, além de ser uma porta para toda a União Europeia.

Desde a fundação da primeira universidade em Bolonha, em 1088, a Itália sempre contribuiu de forma determinante ao desenvolvimento do conhecimento nas áreas das ciências aplicadas graças à genialidade de cientistas como Leonardo da Vinci e Galileu Galilei, fundadores do método científico. Sucessivamente, enquanto a linguagem da industrialização se propagava, Guglielmo Marconi criou as bases para a moderna comunicação wireless, inventando o primeiro sistema prático de telegrafia sem fios. Mais recentemente, em um mundo mais consciente da importância desempenhada pela linguagem informática, a Itália se destacou desenvolvendo o primeiro computador que foi colocado à venda, conhecido como P101. Poucos anos depois, o físico Federico Faggin inventou o primeiro microprocessador.

A Itália demonstra seu domínio das competências também na linguagem da física, graças a personalidades excepcionais como Fabiola Giannotti, responsável pela recente descoberta do Bóson de Higgs, e das neurociências, com a descoberta dos neurônios-espelhos por parte do neurofisiologista Giacomo Rizzolati.

Estes extraordinários resultados são fruto do altíssimo nível do sistema de instrução italiano, que tem por base uma sólida preparação teórica, um método científico rigoroso e uma abordagem criativa. Estes princípios estão na base do desenvolvimento do pensamento crítico e da flexibilidade na resolução das problemáticas complexas. A metodologia de Maria Montessori e a abordagem educacional Reggio Emilia são referências fundamentais na didática da infância, apreciada e reconhecida no mundo inteiro em mais de 20.000 escolas.

Tudo começou debaixo dos pórticos das universidades italianas, que têm uma antiga tradição nos setores da pesquisa e da inovação tecnológica. Na Europa, os pesquisadores italianos estão nos primeiros lugares por número de publicações em revistas científicas especializadas, especialmente em setores como biologia, ciências naturais, física, farmácia, medicina e informática.

Graças às suas 61 universidades públicas, 30 universidades particulares e 11 entes públicos de pesquisa, cursos de graduação de vanguarda, instituições AFAM (Alta Formação Artística, Musical e Corêutica) e 339 cursos ministrados em língua inglesa, na Itália você poderá aprender muito mais do que um idioma.

No evento “Estudar na Itália” você poderá conhecer mais aprofundadamente a estrutura e a organização do sistema de Instrução Superior italiano.

 

 

SERVIÇO

 

Estudar na Itália (evento em português)

LOCAL: Embaixada da Itália em Brasília

DATA: 15 de maio

HORA: 16h

ENTRADA FRANCA sujeita à lotação

INSCRIÇÕES: Para garantir a sua participação envie um e-mail com seu nome para: eventos.brasilia@esteri.it

(sua presença estará confirmada sem necessidade de e-mail de resposta).

 

 

PROGRAMAÇÃO

 

16h: Saudação do Embaixador da Itália no Brasil Antonio Bernardini

16h10: O SISTEMA ACADÉMICO ITALIANO, Profa. Patrizia Magnasco, chefe do departamento escolar da Embaixada

16h45: AS BOLSAS DE ESTUDO OFERECIDAS PELO GOVERNO ITALIANO, Profa. Patrizia Magnasco, chefe do departamento escolar da Embaixada

17h: ESTUDAR NA ITÁLIA: UM TESTEMUNHO DIRETO, Profa. Michelle Alvarenga, Responsável Italiano sem Fronteiras – MEC

17h30: PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS PARA ESTUDAR NA ITÁLIA: A PRÉ-INSCRIÇÃO, Dra. Alessandra Crimi, Chefe do Departamento Cultural da Embaixada

18h: EMISSÃO DA DECLARAÇÃO DE VALOR, Dra. Luisa Fantini, Departamento Cultural da Embaixada

18h30: PROCEDIMENTOS PARA A EMISSÃO DO VISTO DE ESTUDANTE, Dr. Giuseppe Patané, chefe da chancelaria consular da Embaixada

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.