A Embaixada da Itália homenageia Brasília pelo aniversário de 60 anos

A Embaixada da Itália em Brasília parabeniza as Autoridades e os brasileiros pelo aniversário de Brasília capital!

Hoje Brasília, capital futurista, comemora 60 anos desde seu nascimento.

Designada pela UNESCO como patrimônio cultural da Humanidade e parte da rede UNESCO das cidades criativas pelo design, Brasília é expressão do urbanismo moderno do século XX.

Nascida do nada em apenas quatro anos e com um planejamento de vanguarda, graças ao urbanista Lúcio Costa e ao arquiteto Oscar Niemeyer, tornou-se um exemplo e um estudo de caso internacional.

O contexto histórico de efervescência cultural, arquitetônica e urbana brasileira foi o catalisador da construção do edifício da Embaixada da Itália em Brasília, obra do gênio da engenharia Pier Luigi Nervi.

Naqueles anos, Nervi era o arquiteto italiano mais célebre do mundo e suas obras, criadas nos anos seguintes à Segunda Guerra Mundial, foram um dos símbolos mais eloquentes da reconstrução e do milagre econômico da Itália. A oportunidade de projetar uma obra no Brasil há muito era procurada: Nervi tinha ido a São Paulo em 1950 para encontrar seu amigo Pier Maria Bardi e, entre outubro e novembro daquele ano, deu algumas aulas no Museu de arte de São Paulo, dirigido desde 1947 pelo mesmo Bardi. Nasceu uma colaboração animada com a esposa de Bardi, a arquiteta Lina Bo. Lucio Costa também conhecia bem Nervi desde 1953, quando, como membro do chamado “Comitê dos Cinco”, ele o selecionou para fazer parte da equipe dos três designers da sede da UNESCO em Paris.

A Embaixada é um destino recorrente para turistas, estudantes, apaixonados e estudiosos de arquitetura. O edifício expressa, de maneira eloquente, as melhores tendências da técnica da arquitetura moderna que, principalmente com o uso do concreto armado e sua energia estrutural, viu a Itália se impor a nível internacional.

A forte ligação de amizade entre Itália e Brasil, fundada em 30 milhões de ítalo-descendentes, reflete-se também na especial relação com Roma, sendo que ambas as capitais celebram a sua fundação no dia 21 de abril. Para sancionar a perfeita relação entre a mais antiga capital do mundo e a então recém-nascida, o Governo italiano doou a Brasília uma cópia da escultura da Loba Romana amamentando os gêmeos Rômulo e Remo. A obra encontra-se hoje exposta na frente do Palácio do Buriti, sede do Governo do Distrito Federal, e está colocada sobre uma coluna romana, proveniente do Foro Romano de Roma.


Oggi Brasilia, futurista capitale, festeggia 60 anni dalla sua nascita.

Designata dall’UNESCO come patrimonio culturale dell’Umanità e parte della rete UNESCO delle città creative per il design, è espressione dell’urbanismo moderno del XX secolo.

Sorta dal nulla in soli quattro anni, una pianificazione all’avanguardia grazie all’urbanista Lúcio Costa ed all’architetto Oscar Niemeyer, divenne un esempio ed un caso di studio internazionale.


Il contesto storico di effervescenza culturale, architettonica ed urbana brasiliana è stato il catalizzatore per la costruzione dell’edificio dell’Ambasciata d’Italia a Brasilia, opera del genio ingegneristico Pier Luigi Nervi.

In quegli anni Nervi era l’architetto italiano più celebrato al mondo e le sue opere, realizzate negli anni successivi alla Seconda Guerra mondiale, erano uno dei simboli più eloquenti della ricostruzione e del miracolo economico dell’Italia. L’occasione di progettare un’opera in Brasile era stata a lungo ricercata: Nervi si era recato a San Paolo nel 1950 per incontrare l’amico Pier Maria Bardi, e tra ottobre e novembre di quell’anno tenne alcune lezioni al Museo d’arte di San Paolo, diretto dal 1947 proprio da Bardi. Nacque una vivace collaborazione con la moglie di Bardi, l’architetto Lina Bo. Anche Lucio Costa conosceva bene Nervi sin dal 1953 quando, membro del cosiddetto “Comitato dei cinque”, lo aveva selezionato per fare parte della squadra dei tre progettisti della sede dell’Unesco a Parigi.

L’Ambasciata è meta abituale di turisti, studenti, appassionati e studiosi di architettura. L’edificio esprime in modo eloquente le migliori tendenze della tecnica dell’architettura moderna che, principalmente con l’uso del cemento armato e della sua energia strutturale, ha visto l’Italia imporsi a livello internazionale.

Lo stretto legame di amicizia tra Italia e Brasile, fondato su 30 milioni di italo-discendenti, si riflette anche nella speciale relazione con Roma, celebrando entrambe le capitali la propria fondazione il 21 aprile. Per sancire il rapporto ideale tra la più antica capitale del mondo e l´allora ultima nata, il Governo italiano donò a Brasilia una copia della scultura della Lupa Romana che allatta i gemelli Romolo e Remo. L’opera è oggi esposta nello spazio antistante il Palazzo Buriti, sede del Governo del Distretto Federale, ed è collocata su una colonna romana, proveniente dal Foro Romano di Roma.


Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.