STJ e Embaixada da Paz, representada pela embaixadora Maria Paula Fidalgo, assinam acordo.

A Embaixadora Maria Paula Fidalgo, embaixadora da Paz conversou com a jornalista Fabiana Ceyhan e disse ser uma grande dia pra ela.

” Grande dia pra mim! A Embaixada da Paz e o STJ juntos pela Justiça Social no Brasil. O Presidente do STJ Humberto Martins e eu assinamos hoje o convênio, Bora trabalhar muito pela PAZ e pela JUSTIÇA! “

STJ e Embaixada da Paz assinam acordo para promoção da cidadania e dos direitos humanos

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e do Conselho da Justiça Federal (CJF), ministro Humberto Martins, assinou nesta quinta-feira (25) um acordo de cooperação técnica com a Embaixada da Paz para o desenvolvimento conjunto de iniciativas voltadas para a promoção da cidadania e dos direitos humanos.

Fundada e presidida pela atriz e escritora Maria Paula Fidalgo, a Embaixada da Paz é uma associação civil sem fins lucrativos dedicada à difusão da cultura da paz por meio de projetos sociais nos centros urbanos. O acordo entre a entidade e o STJ prevê a implementação de ações relacionadas às temáticas de gênero, igualdade racial, acessibilidade e inclusão, combate à discriminação e sustentabilidade. Conforme o termo de cooperação, a parceria terá a duração de 60 meses.

Maria Paula Fidalgo- Embaixadora da Paz

Segundo o presidente do STJ, as instituições democráticas do país têm o dever de abrir espaço para a participação social na administração pública, para aperfeiçoar a prestação de serviços à sociedade.

“A atual presidência do tribunal tem, desde o início, o firme compromisso com a gestão participativa na corte, que não se limita aos nossos ministros, servidores e colaboradores. Sempre digo que o Tribunal da Cidadania é o tribunal da cidadã e do cidadão, sendo muito bem-vindos todos aqueles que quiserem colaborar na construção de uma Justiça ainda mais rápida, moderna, eficiente e transparente”, declarou Humberto Martins.

Pande​​mia

A presidente da Embaixada da Paz, Maria Paula, destacou a importância de iniciativas de assistência social em meio aos impactos socioeconômicos trazidos pela pandemia da Covid-19.

“É muita gente desempregada e passando por dificuldades. Precisamos fortalecer essas redes de apoio para enfrentar os enormes desafios impostos pela pandemia de uma forma serena, equilibrada e inteligente”, afirmou a atriz.

Agend​a 2030

O STJ está comprometido com a Agenda 2030, da Organização das Nações Unidas (ONU), e tem pautado suas ações no alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), fazendo as escolhas necessárias para melhorar a vida das pessoas, agora e no futur o. As informações desta matéria estão relacionadas ao ODS 16. Paz, Justiça e Instituições Eficazes – Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis.

Acesse a íntegra do acordo de cooperação.​

Fonte:STJ e Fabiana Ceyhan

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.