Release da Embaixada dos EUA-Jovens da rede pública americana participam de Intercâmbio no Brasil

jovens da Rede Pública dos EUA participam de intercâmbio no Brasil
Brasília, maio de 2017 – Nove jovens americanos dos estados da Califórnia, Colorado, Kentucky, Nova Jersey, Oklahoma, Vermont, Virginia e Washington participarão de um intercâmbio de três semanas no Brasil, de 16 de maio a 2 de junho. Eles têm entre 15 e 17 anos e passarão quatro dias em Brasília para conhecer a capital, visitarão o Centro Internacional de Línguas (CIL) em Taguatinga e o CIL no Recanto das Emas. Também visitarão ONGs ligadas à educação, além de ter aulas de português e cultura brasileira.

Na sequência, os jovens serão divididos em dois grupos.  Um grupo irá para Belém, PA, e o outro para Recife, PE, para o convívio com famílias locais e interação com jovens em escolas públicas e privadas. O programa será concluído no Rio de Janeiro para conhecer um pouco da Cidade Maravilhosa e apresentar propostas de planos de ação em suas comunidades com base nos projetos visitados aqui no Brasil. Eles retornarão aos EUA no dia 2 de junho.

Os nove participantes do programa passaram por uma seleção criteriosa. Os pré-requisitos incluíam ter boas notas, prestar serviços à comunidade e ter perfil de liderança. A maioria nunca saiu dos EUA e pertence à classe média baixa.

A versão americana do programa Jovens Embaixadores é implementada pela ONG americana World Learning, com o apoio dos Centros Binacionais Brasil-Estados Unidos, instituições brasileiras de ensino da língua inglesa e cultura americana reconhecidas oficialmente pelo governo dos Estados Unidos.

 Release enviado á Jornalista Fabiana Ceyhan

 

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.