Primeiro-Ministro Narendra Modi faz palestra principal da 5ª edição do VivaTech

Salienta a necessidade de isolar nosso planeta da próxima pandemia

Primeiro-Ministro: Durante a pandemia, a tecnologia digital nos ajudou a enfrentar, conectar, confortar e consolar

Primeiro-Ministro: Uma ruptura não tem que significar desespero, devemos manter o foco nas bases da reparação e nos preparar

Primeiro-Ministro: Os desafios que nosso planeta enfrenta só podem ser superados com um espírito coletivo e uma abordagem centrada no ser humano

Primeiro-Ministro: Essa pandemia não é apenas um teste de nossa resiliência, mas também de nossa imaginação. É uma chance de construir um futuro mais inclusivo, solidário e sustentável para todos

Pimeiro-Ministro: A Índia é o lar de um dos maiores ecossistemas de startups do mundo, a Índia oferece o que os inovadores e investidores precisam

Primeiro-Ministro: Convido o mundo a investir na Índia com base em cinco pilares: Talento, Mercado, Capital, Ecossistema e Cultura de abertura

Primeiro-Ministro: A França e a Europa são nossos principais parceiros, nossas parcerias devem servir a um propósito maior a serviço da humanidade

O Primeiro-Ministro, Sr. Narendra Modi, fez a palestra principal da 5ª edição do VivaTech hoje através de uma videoconferência. O Primeiro-Ministro foi chamado como Convidado de Honra para proferir a palestra principal no VivaTech 2021, um dos maiores eventos digitais e de startups na Europa, realizado anualmente em Paris desde 2016.

Falando na ocasião, o Primeiro-Ministro disse que a Índia e a França têm trabalhado conjuntamente em uma ampla gama de assuntos. Entre eles, a tecnologia e o digital são áreas emergentes de cooperação. É a necessidade do momento que tal cooperação continue a crescer ainda mais. Ela não só ajudará nossas nações, mas também o mundo em geral. O Primeiro-Ministro Modi mencionou a Infosys ter fornecido suporte técnico para o torneio Open da França e a colaboração envolvendo empresas francesas, como Atos e Capgemini, e indianas, como TCS e Wipro, como exemplos de talentos de TI dos dois países que servem empresas e cidadãos em todo o mundo.

O Primeiro-Ministro destacou que onde a convenção falha, a inovação ajuda. Durante a pandemia, disse o Primeiro-Ministro, a tecnologia digital nos ajudou a lidar, conectar, confortar e consolar. O sistema de identidade digital biométrica universal e único da Índia – Aadhar – ajudou a fornecer apoio financeiro oportuno aos pobres. “Poderíamos fornecer alimentos gratuitos a 800 milhões de pessoas e fornecer subsídios para cozinhar e combustível a muitos lares”. Nós, na Índia, conseguimos operacionalizar dois programas públicos de educação digital – Swayam e Diksha – em tempo hábil para ajudar os estudantes”, informou o Primeiro-Ministro.

O Primeiro-Ministro elogiou o papel das startups no enfrentamento do desafio da pandemia. O setor privado desempenhou um papel fundamental para enfrentar a escassez de kits de EPI, máscaras, kits de teste, etc. Os médicos adotaram a telemedicina em grande escala para que algumas questões COVID e outras não COVID pudessem ser tratadas virtualmente. Duas vacinas estão sendo feitas na Índia e outras estão em fase de desenvolvimento ou teste. O Primeiro-Ministro apontou que a plataforma nativa de TI Arogya-Setu permitiu o rastreamento efetivo de contatos. A plataforma digital COWIN já ajudou a garantir vacinas para milhões de pessoas.

O Primeiro-Ministro disse que a Índia é o lar de um dos maiores ecossistemas de startups do mundo. Vários unicórnios surgiram nos últimos anos. A Índia oferece o que os inovadores e investidores precisam. Ele convidou o mundo a investir na Índia com base em cinco pilares: Talento, Mercado, Capital, Ecossistema e Cultura de abertura. O Primeiro-Ministro também enfatizou os pontos fortes como o pool de talentos indiano, a penetração dos telefones celulares e os 775 milhões de usuários de internet, o maior e mais barato consumo de dados do mundo e o maior uso das mídias sociais para convidar os investidores para a Índia.

O Primeiro-Ministro também enumerou iniciativas como infraestrutura digital pública de última geração, 523 mil quilômetros de rede de fibra ótica ligando 156 mil municípios, e redes sem fio públicas em todo o país. Ele também elaborou sobre os esforços para fomentar uma cultura de inovação. Existem laboratórios de inovação de última geração em 7.500 escolas sob a Missão de Inovação Atal, informou o Primeiro-Ministro.

Falando sobre a interrupção em diferentes setores no último ano, o Primeiro-Ministro insistiu que uma disrupção não precisa significar desespero. Ao invés disso, o foco deve ser mantido nas bases gêmeas do reparo e da preparação. “Nessa época no ano passado, o mundo ainda estava procurando uma vacina”. Hoje, temos muitas. Da mesma forma, temos que continuar reparando a infraestrutura de saúde e nossas economias. Nós, na Índia, implementamos enormes reformas em todos os setores: mineração, espaço, bancos, energia atômica e muito mais. Isso mostra que a Índia, como nação, é adaptável e ágil, mesmo no meio da pandemia”, disse o Primeiro-Ministro Modi.

O Primeiro-Ministro também enfatizou a necessidade de isolar nosso planeta da próxima pandemia. Garantir que nos concentremos em estilos de vida sustentáveis que acabem com a degradação ecológica. Reforçar a cooperação na promoção da pesquisa, bem como da inovação.  O Primeiro-Ministro convidou a comunidade inicial a assumir a liderança no trabalho com espírito coletivo e uma abordagem centrada no ser humano para superar este desafio. “O espaço das startups é dominado por jovens. São pessoas livres da bagagem do passado. Eles estão em melhor posição para impulsionar a transformação global. Nossas startups devem explorar áreas como: Cuidados com a saúde. Tecnologia ecologicamente correta, incluindo reciclagem de resíduos, agricultura, ferramentas da nova era do aprendizado”, disse o Primeiro-Ministro.

O Primeiro-Ministro enfatizou que a França e a Europa estão entre os principais parceiros da Índia. Referindo-se a suas conversas com o Presidente Macron, em cúpula com líderes da UE no Porto em maio, o Primeiro-Ministro disse que a parceria digital, desde as startups até a computação quântica, surgiu como uma prioridade chave. “A história tem mostrado que a liderança em novas tecnologias impulsiona a força econômica, o emprego e a prosperidade. Mas nossas parcerias também devem servir a um propósito maior a serviço da humanidade”. Essa pandemia não é apenas um teste de nossa resiliência, mas também de nossa imaginação É uma chance de construir um futuro mais inclusivo, solidário e sustentável para todos”, concluiu o Primeiro-Ministro.

Essa é uma tradução não oficial. Em caso de divergências prevalece o original em inglês reproduzido abaixo e disponível em: https://www.pib.gov.in/PressReleseDetail.aspx?PMO=3&PRID=1727558

PM delivers Keynote address at the 5th edition of VivaTech

Stresses the need for insulating our planet against the next pandemic

During the pandemic digital technology helped us cope, connect, comfort and console: PM

Disruption does not have to mean despair, we must keep the focus on the twin foundations of repair and prepare: PM

The challenges our planet faces can only be overcome with a collective spirit and a human centric approach: PM

This pandemic is not only a test of our resilience, but also of our imagination. It is a chance to build a more inclusive, caring and sustainable future for all: PM

India is home to one of the world’s largest start-up eco systems, India offers what innovators and investors need: PM

I invite the world to invest in India based on the five pillars of: Talent, Market, Capital, Eco-system and, Culture of openness: PM

France and Europe are our key partners, our partnerships must serve a larger purpose in service of humanity: PM

The Prime Minister, Shri Narendra Modi delivered the keynote address at the 5th edition of VivaTech today via video conference. The Prime Minister was invited as a Guest of Honour to deliver the keynote address at VivaTech 2021, one of the largest digital and startup events in Europe, held in Paris every year since 2016.

Speaking on the occasion, the Prime Minister said that India and France have been working closely on a wide range of subjects. Among these, technology and digital are emerging areas of cooperation. It is the need of the hour that such cooperation continues to grow further. It will not only help our nations but also the world at large. Shri Modi mentioned Infosys providing tech support for the French Open tournament and collaboration involving French companies like Atos, Capgemini and India’s TCS and Wipro as examples of IT talent of the two countries serving companies and citizens all over the world.

The Prime Minister pointed out that where convention fails, innovation helps. During the pandemic, said the Prime Minister, digital technology helped us cope, connect, comfort and console. India’s universal and unique bio-metric digital identity system – Aadhar – helped to provide timely financial support to the poor. “We could supply free food to 800 million people, and deliver cooking-fuel subsidies to many households. We in India were able to operationalise two public digital education programes- Swayam and Diksha – in quick time to help students”, the Prime Minister informed.

The Prime Minister praised the role of the start-up sector in meeting the challenge of the pandemic. The private sector played a key role in addressing the shortage of PPE kits, masks, testing kits etc. Doctors adopted tele-medicine in a big way so that some COVID and other non-COVID issues could be addressed virtually. Two vaccines are being made in India and more are in the development or trial stage. The Prime minister indicated that indigenous IT platform, Arogya-Setu enabled effective contact tracing. The COWIN digital platform has already helped ensure vaccines to millions.

The prime Minister said that India is home to one of the world’s largest start-up eco systems. Several unicorns have come up in the recent years. India offers what innovators and investors need. He invited the world to invest in India based on the five pillars of: Talent, Market, Capital, Eco-system and, Culture of openness. The Prime Minister also stressed the strengths like, Indian talent pool, mobile phone penetration and Seven Seventy-Five million internet users, highest and cheap data consumption in the world and the highest use of social media to invite investors to India.

The Prime Minister also enumerated initiatives like state-of-the-art public digital infrastructure, five hundred and twenty three thousand kilometres of fibre optic network linking One hundred and fifty six thousand village councils, public wi-fi networks across the country. He also elaborated on efforts to nurture a culture of innovation. There are state-of-the-art innovation labs in Seven Thousand Five Hundred schools under the Atal Innovation Mission, the Prime Minister informed.

Talking about the disruption in different sector over the past year, the Prime Minister insisted that disruption does not have to mean despair. Instead, the focus should be kept on the twin foundations of repair and prepare. “This time last year, the world was still seeking a vaccine. Today, we have quite a few. Similarly, we have to continue repairing health infrastructure and our economies. We in India implemented huge reforms across sectors, be it mining, space, banking, atomic energy and more. This goes on to show that India as a nation is adaptable and agile, even in the middle of the pandemic” Said Shri Modi.

The Prime Minister also stressed the need for insulating our planet against the next pandemic. Ensuring we focus on sustainable life-styles that stop ecological degradation. Strengthening cooperation in furthering research as well as innovation.  The Prime Minister called upon the start-up community to take the lead in working with collective spirit and a human centric approach to overcome this challenge. “The start-up space is dominated by youngsters. These are people free from the baggage of the past. They are best placed to power global transformation. Our start-ups must explore areas such as: Healthcare. Eco-friendly technology including waste recycling, Agriculture, new age tools of learning”, said the Prime Minister.

The Prime Minister emphasized that France and Europe are among India’s key partners. Referring to his conversations with President Macron, in summit with EU leaders in Porto in May, The Prime Minister said that digital partnership, from start-ups to quantum computing, emerged as a key priority. “History has shown that leadership in new technology drives economic strength, jobs and prosperity. But, our partnerships must also serve a larger purpose, in service of humanity. This pandemic is not only a test of our resilience, but also of our imagination It is a chance to build a more inclusive, caring and sustainable future for all,” concluded the Prime Minister.

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.