A Embaixada da Suécia celebrou uma das datas mais importantes para o país: o Dia de Santa Luzia.

Os suecos celebraram no último dia 12 de dezembro uma das datas mais importantes para o país: o Dia de Santa Luzia.

A Embaixadora da Suécia no Brasil, Sra. Johanna Brismar-Skoog recebeu convidados em sua Residência para a tradicional celebração. A noite foi agraciada pela tradicional procissão de Santa Luzia, com um coral de crianças brasileiras e nórdicas cantando canções típicas de Natal, quando as luzes da Embaixada são apagadas e somente as luzes das velas iluminam o caminho em que a procissão passa.

O Dia de Santa Lúcia é comemorado todos os anos no dia 13 de dezembro, com mais frequência na Escandinávia, com seus longos invernos escuros, e coincide com o Solstício de Inverno, a noite mais longa do ano. Na Escandinávia, ela é representada como uma jovem vestida de branco com uma coroa de velas sobre a cabeça. Enquanto as canções são cantadas, as crianças vestidas de Santa Luzia carregam biscoitos e pãezinhos de açafrão em procissão, o que simboliza “trazer a luz para as trevas do mundo”. Na tradição, Santa Luzia lidera um coral de duendes, bonecos de gengibre, duendes e outras figuras folclóricas.

Embora o dia de Santa Luzia não seja um feriado oficial na Suécia, é uma ocasião popular no país. Em muitas universidades, os estudantes realizam grandes jantares, já que esta é a última chance de comemorar juntos antes que a maioria dos estudantes volte para a casa de suas famílias no Natal. Por todo o país podem ser vistas as procissões e os corais, e a maioria das cidades elege a sua própria Santa Luzia, que vai com o seu coral em escolas, hospitais e outros espaços públicos.

Em Brasília, a Embaixadora, que recentemente chegou ao Brasil, falou sobre a importância da data e sobre as crescentes relações bilaterais entre o Brasil e a Suécia. Os convidados puderam provar vários pratos da gastronomia sueca, como as famosas almôndegas e o salmão, os biscoitos de gengibre e outros doces natalinos, além do glögg, uma bebida quente nórdica à base de vinho tinto ou bebidas destiladas com especiarias.

Bebida Sueca servida na recepção

Texto: Murilo Missaci