O Uruguai comemora a sua independência para relembrar a data de 25 de agosto de 1825- confira a Data Nacional em Brasília

O Uruguai comemora a sua independência em 25 de agosto  para relembrar a data de 25 de agosto de 1825. A embaixada uruguaia no Brasil, através de sua missão diplomática comemorou a data ontem, 24 de agosto com uma recepção realizada em Brasília.

No evento, o Embaixador Gustavo Vanerio transmitiu em seu discurso uma carta do Ministro das Relações exteriores Rodolfo Nin Novoa por ocasião do 193 aniversário da Independência que segundo ele, foi conquistada com muita luta, sacrifícios e entrega dos que lutaram.

Sobre o Brasil foi feita fez a seguinte colocação”O Brasil está se mostrando como uma fenomenal potência em agricultura e esse é o eixo de ação comum de ambos os  países  em âmbitos como a OMC”.

Muitos embaixadores de países estrangeiros prestigiaram o evento, assim como membros da comunidade uruguaia no Brasil e do governo brasileiro. A cantora Gabriela Dotti cantou os hinos brasileiro e uruguaio de forma emocionante.

A culinária uruguaia também foi servida aos presentes, muito vinho, churrasco, empanadas, queijos finos, e até mesmo o sorteio de caviar fizeram parte da noite.

Sobre o Uruguai:

O Uruguai é um dos países economicamente mais desenvolvidos da América do Sul, com um dos maiores PIB per capita, em 48.º lugar no índice de qualidade de vida (2011) e no 1.º em qualidade de vida/desenvolvimento humano na América Latina, quando a desigualdade é considerada.Foi o país latino-americano melhor classificado no Índice de Prosperidade Legatum. Durante a crise financeira de 2008–2009, o país foi o único do continente americano que não passou por uma recessão econômica técnica (dois trimestres consecutivos de retração). O Uruguai é reembolsado pela Organização das Nações Unidas pela maioria dos seus gastos militares, visto que a maior parte desses gastos é implantada nas forças de paz da ONU.

O país é conhecido por ser pioneiro em medidas relacionadas com direitos civis e democratização da sociedade.Em 1907, foi o primeiro país a legalizar o divórcio e, em 1932, o segundo país da América a conceder às mulheres o direito ao voto. Em 2007, foi o primeiro país sul-americano a legalizar uniões civis entre pessoas do mesmo sexo e a permitir a adoção homoparental.Em 2013, o país se tornou a segunda nação sul-americana a aprovar o casamento entre pessoas do mesmo sexo e o primeiro do mundo a legalizar o cultivo, a venda e o consumo de cannabis  o que levou a revista britânica The Economist a classificar o Uruguai como o país do ano de 2013, pela promoção de “reformas inovadoras que não se limitam apenas a melhorar um país, mas que, se imitadas, poderiam beneficiar o mundo”.Reader’s Digest também classificou o Uruguai como o nono país “mais habitável e verde” do mundo e o primeiro na América.

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.