O presidente da República, Michel Temer, e o presidente da República do Paraguai, Mario Abdo Benítez,  se encontraram em Foz do Iguaçu.

 

(Foz do Iguaçu – PR, 21/12/2018) Reunião bilateral entre o Presidente da República, Michel Temer e o Senhor Mario Abdo, Presidente da República do Paraguai.
Foto: Cesar Itiberê/PR

O presidente da República, Michel Temer, e o presidente da República do Paraguai, Mario Abdo Benítez,  se encontraram   em Foz do Iguaçu, no dia 21 de dezembro com o Presidente Temer em ocasião em que celebrarão a “Declaração Conjunta Brasil-Paraguai sobre Integração Física”.

A Declaração Conjunta,  foi adotada nas instalações da Usina Hidrelétrica de Itaipu, registra o compromisso dos Governos e da entidade binacional com a construção de duas pontes internacionais ligando os países: a segunda ponte sobre o rio Paraná, entre Foz do Iguaçu e Presidente Franco, e a ponte sobre o rio Paraguai, entre Porto Murtinho e Carmelo Peralta.

A segunda ponte sobre o rio Paraná será custeada pela margem brasileira de Itaipu, e a ponte sobre o rio Paraguai pela margem paraguaia. Os recursos terão como origem a rubrica orçamentária de gastos com responsabilidade socioambiental da entidade binacional e serão desembolsados ao longo de quatro exercícios, sem qualquer impacto no custo do serviço de eletricidade e na tarifa de Itaipu. A construção das pontes levará em torno de três anos.

Com a construção da segunda ponte sobre o rio Paraná, que será destinada apenas ao tráfego de carga, a Ponte da Amizade, construída em 1965, será liberada para o tráfego de veículos de passeio. A nova ponte permitirá a agilização do escoamento da safra agrícola do Paraguai ao Brasil e do fluxo de produtos brasileiros destinados ao Paraguai. A ponte sobre o rio Paraguai, entre Carmelo Peralta e Porto Murtinho, integrará o Corredor Rodoviário Oceânico ligando o Centro-Oeste do Brasil e o Paraguai aos portos do norte do Chile.

O Brasil é o principal parceiro comercial do Paraguai. Em 2017, o intercâmbio comercial foi de US$ 3,78 bilhões. O Brasil mantém, ainda, o segundo maior estoque de investimentos diretos no Paraguai, estimado em US$ 971 milhões. A Usina Hidrelétrica binacional de Itaipu compartilhada pelos dois países – considerada modelo de integração energética bilateral bem-sucedido – é líder mundial em produção de energia limpa e renovável.

Fonte : MRE

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.