O Evento “Segundas Musicais” é uma série concertos a serem realizados entre maio a outubro de 2018 com o apoio da Embaixada da Itália

 

                                                                                                                                                                                                     

O primeiro evento da série foi no clube do choro de Brasília e contou com a apresentação da cantora italiana Tosca Donati e seu grupo musical, a cantora  cantou músicas populares brasileiras e levou ao palco grupos de brasília que também fizeram o sucesso da festa que lotou a casa de shows.

 

Informações:

A Embaixada da Itália em Brasília promove para o ano 2018 a iniciativa “Segundas Musicais”, ciclo de concertos a serem realizados entre maio a outubro. A música é, desde sempre, um elemento que une e supera as fronteiras nacionais. Vozes e sons de origens diferentes se encontram e criam novas harmonias, onde a comunicação e a relação artista-espectador acontecem independentemente da língua falada. Na convicção que, entre as profundas relações que possuem, a Itália e o Brasil compartilham também uma relação artística e musical de grande importância, a Embaixada quis promover encontros com alguns grandes nomes da cena musical italiana. A manifestação Segundas Musicais prevê cinco concertos, organizados em colaboração com o Clube do Choro de Brasília, que hospedará todos os encontros. Segundas Musicais  foi inaugurado no próximo dia 28 de maio com o concerto da artista italiana Tosca Donati, que apresentou junto com Marienne de Castro, as notas do espetáculo “Appunti musicali dal mondo”. A seguir, os concertos de Mafalda Minnozzi (18 de junho), Stefano Bollani (20 de agosto), Luca Velotti (10 de setembro) e Ambrogio Sparagna (15 de outubro), todos artistas italianos de grande importância e fama internacional.

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.