Laços mais estreitos: Modelos aborígenes desfilam pela primeira vez em passarela internacional no Brasil!

Laços mais estreitos: Modelos aborígenes desfilam pela primeira vez em passarela internacional no Brasil!

 

O trabalho das Embaixadas pode parecer misterioso para muitos, mas a verdade é que os corpos diplomaticos têm como principal objetivo a aproximação entre os países, seja ela comercial, diplomática ou mesmo artística. É o que acontece no segundo semestre de 2017 entre Austrália e Brasil: a vinda de 12 modelos aborígenes e um projeto australiano de moda inédito para a primeira aparição Australiana na maior semana de moda do hemisferio sul, a São Paulo Fashion Week (SPFW).

 

A oportunidade surgiu após uma visita a São Paulo da Ministra australiana de Relações Exteriores, Exma. Sra. Julie Bishop, em 2015, quando ela conheceu a atual presidente da SPFW, Graça Cabral. O encontro foi seguido por um convite para que Graça visitasse a Austrália para  explorar a indústria de moda australiana e identificar possíveis oportunidades de colaboração entre Austrália e Brasil.

 

Na Austrália, Graça conheceu a Designer Vanessa Moe (de naturalidade brasileira e hoje também cidadã australiana) e seu projeto inovador de alta costura em celebração à cultura aborígene. A CEO do SPFW fez um convite à Vanessa para incluir Circles – como o projeto foi batizado – nas passarelas da 44ª edição do evento, em agosto de 2017.        

 

A coleção, inteiramente feita à mão na Austrália, levou 8 meses para ser concebida, e chega ao Brasil em agosto junto a 12 modelos de orígem aborígene que veêm nessa oportunidade sua chance de lançarem carreiras internacionais e, assim, levar um pouco da cultura aborígene, a cultura viva mais antiga do mundo, para outros países.   

 

Press Release Embaixada da Austrália

 

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.