Franceses comemoram o feriado de 14 de julho em Brasília

A embaixada da França em Brasília preparou um evento para vários convidados  para comemorar a queda da bastilha, festa nacional francesa para lembrar a queda da monarquia no país. O evento é comemorado na França e em seus consulados e embaixadas pelo mundo. Em Brasília o embaixador Michel Mirrailet fez um belo discurso enfatizando os valores franceses. Mirrailet falou da gastronomia francesa, das belas paisagens de seu país,  mas deixou claro a importância da França e seus valores universais, de direitos humanos, igualdade racial, respeito ao meio ambiente e a igualdade de gênero . O embaixador ressaltou ainda que a França tem seus valores muito bem estabelecidos e que apesar dos desafios, crise econômica e terrorismo, os valores de igualdade, fraternidade, democracia e liberdade de expressão, de pensamento e de orientação sexual, são pilares da cultura francesa, mas lamentou e disse que infelizmente esses valores não são abraçados por todos.

No evento foram servidos diversos queijos, vinhos  e patês franceses. Membros do corpo diplomático brasileiro e militares também participaram, com destaque para o General Heleno, considerado o braço direito do presidente  Jair Bolsonaro.

 

Na França:

Desde o início é enfatizado o caráter patriótico e militar da manifestação, a fim de mostrar a recuperação da França após a queda em 1870. Todos os municípios participam. A festa começa com a tradicional procissão aos “flambeaux” na noite de 13 de julho. No dia seguinte, os sinos das igrejas ou os salves anunciam o desfile, seguido de um almoço, espetáculos e jogos. Os bailes e os fogos de artifício encerram  o evento. A festa do 14 de julho é um grande sucesso. Em Paris, o tradicional desfile militar na Champs-Elysées é minuciosamente preparado**. Na França inteira há bailes**, luzes e fogos de artifício.

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.