Esclarecimento sobre o Aviso Global de Saúde Nível 4 para os cidadãos norte-americanos

O Aviso Global de Saúde Nível 4 emitido pelo Departamento de Estado dos EUA, em 19 de março, não é específico para o Brasil, mas sim, um aviso global.

O aviso aconselha que: 

  • Os cidadãos norte-americanos devem evitar todas as viagens internacionais devido ao impacto global do COVID-19. 
  • Nos países onde as opções de voos comerciais permanecem disponíveis, os cidadãos norte-americanos que vivem nos Estados Unidos (exemplo: que estão em viagem temporária) devem providenciar o retorno imediato para o paísa menos que estejam preparados para permanecer no exterior por tempo indeterminado
  • Os cidadãos norte-americanos que vivem no exterior devem evitar todas as viagens internacionais
  • Muitos países estão sofrendo surtos de COVID-19 e implementando restrições de viagem e quarentenas obrigatórias, fechando as fronteiras e proibindo estrangeiros de entrar sem aviso prévio.
     
  • Companhias aéreas cancelaram muitos voos internacionais e várias operadoras de cruzeiros suspenderam suas operações ou cancelaram viagens. Para norte-americanos que decidirem fazer uma viagem internacional, seus planos de viagem podem ser desfeitos e você pode ser forçado a permanecer fora dos Estados Unidos por tempo indeterminado.

Como parte de um esforço global para ajudar cidadãos norte-americanos no exterior, a Embaixada dos EUA envia regularmente alertas de viagem e fornece aos cidadãos norte-americanos informações sobre o COVID-19. Todos os cidadãos norte-americanos são instados a se inscrever no Smart Traveler Registration Program (https://step.state.gov/) para receber alertas e facilitar sua localização em uma emergência.


The Global Travel Advisory level 4 issued by the U.S. Department of State on March 19 is not specific to Brazil, rather a global notice.

The Advisory recommends that:

  • U.S. citizens should avoid all international travel due to the global impact of COVID-19.
  • In countries where commercial departure options remain available, U.S. citizens who live in the United States (i.e. are on temporary travel overseas) should arrange for immediate return to the United Statesunless they are prepared to remain abroad for an indefinite period.
  • U.S. citizens who live abroad should avoid all international travel.
  • Many countries are experiencing COVID-19 outbreaks and implementing travel restrictions and mandatory quarantines, closing borders, and prohibiting non-citizens from entry with little advance notice.  
  • Airlines have cancelled many international flights and several cruise operators have suspended operations or cancelled trips.  If American citizens choose to travel internationally, your travel plans may be severely disrupted, and you may be forced to remain outside of the United States for an indefinite timeframe.

As part of a global effort to assist U.S. citizens abroad, the U.S. Embassy regularly sends travel alerts and provides information on COVID-19 to U.S. citizens.  All U.S. citizens are urged to enroll in the Smart Traveler Enrollment Program (https://step.state.gov/) to receive Alerts and make it easier to locate them in an emergency.

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.