Entrevista com Ana Clara Hayley

Sobre:
Meu nome é Ana Clara Hayley. Sou cantora-compositora australiana-brasileira. Nasci e cresci em Melbourne, Austrália antes de me mudar para Londres, Inglaterra e depois para Brasília, Brasil onde eu moro. Também passei períodos morando na Tailândia e Alemanha… sou cidadã do mundo!

Minha entrada na música:
Desde criança eu amo música e na minha casa sempre tinha música tocando (muito alto)! Ainda bem que minha mãe e minha irmãs também gostavam de música super alta e música de todos os gêneros. A gente escutava muita música internacional; Edith Piaf, Gypsy Kings, Caetano Veloso, Andrea Bocelli, e dançávamos muito.

Influências:
A música que eu mais escutava quando criança e na adolescência era soul, RnB e blues. Eu também adorava o gênero Disco dos anos 70, que é divertidíssimo! Nas minhas músicas dar pra ouvir um pouco de Otis Redding, Prince, Janet Jackson e Etta James- dependendo da música até Dolly Parton! Eu escuto e escrevo música de muitos gêneros então fica difícil de definir exatamente qual influência é mais prevalente.

Desenvolvimento de Brixton- a música e o clipe:
Eu toco com dois músicos incríveis: Almir Cassio (baterista) e Bruno Amorim (guitarrista). A gente estava na minha casa ensaiando e o Bruno estava brincando no violão. E eu ouvi uma série de notas e eu amei, eu pedi pra ele repetir. Logo em seguida o Almir entrou no cajon e eu fiquei ouvindo os dois. O som da música me transportou para o bairro de Brixton, lugar que eu costumava frequentar quando eu morava em Londres. A música despertou uma certa nostalgia em mim e o sentimento forte de querer voltar para Londres. E em menos de 10 minutos ouvindo os dois tocar juntos, eu escrevi a letra. A gente tem costume de compor assim, do nada, naturalmente, sem força, sem planejamento. Minhas músicas são bem orgânicas e sempre tem um conexão com a minha vida e tudo que faz parte dela.
O videoclipe oficial será gravado em Brixton. Infelizmente, devido a pandemia do coronavírus, o clipe foi adiado sem data definida. Já que o clipe oficial não ficaria pronto até o lançamento da música, eu resolvi fazer um lyric video. Eu adoro o lyric video. É um momento de entender mais um pouco da música e aprender a letra. Eu trabalhei com Re-Mix Filmes para desenvolver um clipe que é fiel à música, que prestigia Brixton e também a cidade de Londres e todas as minhas memórias e experiências da minha temporada morando lá. Foi o Re-Mix Filmes que sugeriu o conceito de se sentir no seu quarto assistindo uma série de fotos de viagens projetado na parede, como um álbum de fotos. Eu achei o conceito maravilhoso já que representa a nostalgia que a música criou em mim.

Internacionalista:
Minha vida internacional começou antes do meu nascimento. Meus 4 avós, meus pais e todos os meus tios estão de países diferentes. Isso gerou uma vida cheia de culturas diferentes, opiniões diferentes e experiências da vida. Bilinguismo era a coisa mais normal, comer comida diferente de todos meus amigos era normal. Eu só falo português e inglês porém, estou estudando espanhol e italiano. Meu avô paterno era búlgaro e falava 8 idiomas fluentemente ou seja, eu tenho muita coisa pra estudar até chegar ao nível dele! Eu sempre tive muito interesse em aprender sobre outros países seja pelo idioma, música ou pela comida.

Experiência diplomática:
Minha vida professional fora da música foi quase toda ou no governo (Reino unido/ Australia) ou na educação internacional que sempre se interage com o mundo da diplomacia. Pra mim, trabalhar com diplomacia foi uma ótima opção. Eu gostei de trabalhar com vários países de várias formas pra alcançar diversos objetivos mútuos. A melhor coisa, sem sombra de dúvida, são as pessoas. E, felizmente para mim e não somente ganhei muitas amizades importantíssimas, mas eu também conheci minha esposa enquanto trabalhava para a Embaixada do Reino Unido aqui no Brasil. Atualmente estou mais focada na educação. Estou trabalhando com o governo britânico em Moçambique num projeto focado em treinar professores, oferecer treinamento vocacional e manter jovens- especialmente meninas- na escola. É um projeto maravilhoso e adoro trabalhar com os moçambicanos! Na vida pós-pandemia pretendo desenvolver projetos de educação aqui no Brasil também.

Projetos futuros:
Atualmente estou gravando meu primeiro álbum e mais 3 singles Devido a pandemia todos os meus projetos musicais atrasaram um pouco, mas estão caminhando, bem devagar. O álbum está em fase de desenvolvimento em Melbourne, Austrália. Estou trabalhando com produtor musical Tomas Strode. O álbum é uma coleção eclética de 7 músicas autorais e eu espero lançá-lo em 2020. Estou trabalhando com Jonny Zoum produtor musical em Berlin, Alemanha numa música muito especial pra mim já que a música foi escrita por uma artista brasileira CBG e escrevi a letra sobre o tema de saúde mental. É bem diferente do som de Brixton, já que tem uma vibe bem mais eletrônica. Também estou trabalhando em 2 músicas com produtor musical Brasiliense Jonatas Pingo, uma mais RnB e a outra no estilo big band Cada música é única e muito especial pra mim, já que revela um pouco da minha vida eu fico na esperança que o ouvinte sinta uma sensação de alegria e catarse, mesmo que as músicas sejam muito diferentes.
Eu acho que dá pra ver que eu nasci numa vida muito internacional e que o internacionalismo sempre andou comigo- na família, na vida profissional e também na música; e isso me faz muito feliz.

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.