Entrevista: Apoio da China é vital para a luta da África contra COVID-19, diz especialista

O apoio e a ajuda da China são importantes e muito apreciados pela África na luta do continente contra a pandemia da COVID-19, disse o ex-diretor-geral da Organização Oeste Africana da Saúde, Plácido Cardoso.

A assistência da China à África “é muito importante e essencial em diferentes estratégias para combater o vírus”, disse o especialista em saúde internacional em entrevista à Xinhua.

Cardoso, que atualmente é membro do Alto Comissariado de Luta contra a COVID-19 no país, disse que desde que a COVID-19 estourou a China tem dado apoio e ajuda à Guiné-Bissau, que é “especial e muito apreciada” pelo país.

Ele também observou que “a experiência da China em lidar com esta crise de saúde é extraordinária, e a Guiné-Bissau precisa dela”.

De acordo com um relatório das Nações Unidas no final de maio, a Guiné-Bissau tem o segundo sistema de saúde mais vulnerável da África, e o relatório alerta que o sistema de saúde do país corre o risco de entrar em colapso com a pandemia da COVID-19.

“O sistema de saúde da Guiné-Bissau está falhando devido à falta de investimento no setor, por isso o país fica sem infraestrutura de saúde de qualidade, sem equipamentos médicos necessários e falta de pessoal médico qualificado”, disse o relatório.

Na quinta-feira, uma segunda doação de suprimentos médicos do governo chinês para a Guiné-Bissau chegou ao Aeroporto Internacional Osvaldo Vieira, em Bissau.

Cardoso também ressaltou que o gesto de solidariedade da China mostrado na luta contra a COVID-19 “fortalecerá ainda mais as relações de cooperação existentes entre a China e a África”.

“Acho que todos os países devem seguir esse gesto de solidariedade da China e de seu povo”, disse o especialista, enquanto saudava o rápido apoio da China ao continente africano.

O governo chinês, empresas chinesas na África e fundações chinesas de Jack Ma e Alibaba fizeram várias doações de suprimentos e equipamentos médicos para ajudar os países africanos a lidar com o vírus, acrescentou.

“A China mostrou mais uma vez que suas relações com a África são excelentes”, disse Cardoso. “Esse gesto de solidariedade fortalece a confiança e a amizade entre nossos povos.”

Fonte: XINHUA

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.