Embaixador da China se reune com o Presidente da CREDN Aécio Neves

reprodução: VEJA

O presidente da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional (CREDN), da Câmara dos Deputados, reuniu-se nesta semana, com o Embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, com quem tratou de vacinas e insumos para apoiar os esforços de combate ao Covid-19 no Brasil. “O Embaixador nos garantiu que não haverá qualquer atraso na oferta dos insumos necessários à fabricação de vacinas, tanto pelo Butantan como pela Fiocruz. Tratamos, ainda, da transferência de tecnologia que permita ao Brasil adquirir a capacidade de produzir aqui mesmo, esses insumos”, revelou.

O deputado adiantou, também, que pretende conversar nos próximos dias com o Embaixador dos Estados Unidos, Todd Chapman, para viabilizar a transferência para o Brasil de excedentes de vacinas, a exemplo do que o governo norte-americano tem feito ao enviar imunizantes para México e Canadá.

“Temos conversas também com representantes da União Europeia para garantir que a produção da Pfizer, feita na Noruega, possa, sem qualquer tipo de entrave, chegar nos prazos estabelecidos ao Brasil. E nosso papel agora é somar esforços com o governo federal, o Congresso, os empresários, a sociedade brasileira, para que, o mais rapidamente possível, possamos chegar a um número em torno de 1 milhão e meio de pessoas vacinadas diariamente no país”, explicou o parlamentar.

Na avaliação de Aécio Neves, apenas a ampliação e a aceleração no processo de vacinação permitirão ao Brasil fazer regredir a curva crescente de infectados e óbitos. “Já temos, inclusive, para a próxima semana, um encontro marcado com o diretor-geral da OMS. Vamos mostrar que atender prioritariamente o Brasil significa atender a toda nossa região e, além de ajudar a salvar vidas de brasileiros, também se trata de impedir que novas variantes desse vírus possam alcançar outras regiões do mundo”, concluiu.

Fonte: CREDN

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.