Covid-19 – ajuda da Embaixada da França ao Amapá e Amazonas

Embaixada da França ajuda o Brasil no combate à pandemia: 3,2 milhões de euros – cerca de 18 milhões de reais – foram doados para ações de apoio a populações dos Estados do Amapá e do Amazonas.

Entre os projetos financiados pela embaixada da França no Brasil está a compra de equipamentos para hospitais de Manaus e Macapá, o transporte de pacientes em estado grave de áreas isoladas até unidades de saúde e a distribuição de medicamentos e ajuda alimentícia para as populações mais vulneráveis.

As parcerias foram firmadas com institutos, associações e a prefeitura de Manaus.

1 – Ajuda financeira em resposta ao pedido da cidade de Manaus (Total: R$ 2.857.142).

– subsídio de R$ 1.428.571,00 ao Fundo Municipal de Saúde de Manaus para ajudar na implementação de um serviço de radiologia junto à unidade de saúde de base móvel de Manaus e na aquisição de testes para detecção de COVID-19.

– subsídio de R$ 1.428.571,00 ao Fundo Manaus Solidária: distribuição de cestas básicas para as populações mais vulneráveis.

2 – Financiamento da Fundação Amazonas Sustentável – FAS / Estado do Amazonas: R$ 5.714.285,00

A FAS faz parte de uma aliança que reúne povos indígenas, populações tradicionais e organizações parceiras do Estado do Amazonas na luta contra o coronavírus e implementou várias ações desde o início da pandemia. O projeto está centrado na difusão de boas práticas para combater a pandemia, na distribuição de alimentos e kits de higiene à população vulnerável e no fornecimento de equipamentos de proteção individual para o pessoal da área da saúde.

O acesso a serviços básicos de saúde para os povos indígenas nas unidades de saúde mais próximas será uma prioridade, bem como a criação de um centro de atendimento a distância dedicado a essas comunidades e o transporte de emergência, principalmente fluvial, a fim de garantir que pacientes em estado grave tenham acesso a serviços médicos.

3 – Financiamento do Instituto de Pesquisa e Formação Indígena – Iepé / Estado do Amapá: R$ 4.714.285,00

O Instituto trabalha desde março em ações de apoio aos povos indígenas do Estado do Amapá, especialmente na região de Oiapoque – junto a 57 comunidades que reúnem 8.500 indígenas – bem como nas terras dos Wajapi (1.500 pessoas), no centro do Estado do Amapá.

As atividades financiadas compreendem a distribuição de cestas básicas e apoio às atividades produtivas das comunidades, a conscientização sobre as medidas de precaução em língua ameríndia para conter a propagação do coronavírus e a facilitação do acesso ao atendimento médico para pessoas afetadas pelo Covid-19.

Nas áreas urbanas, em Macapá e Oiapoque, o Iepé fornecerá apoio logístico, medicamentos e testes às Casas de Apoio à Saúde do Índio (Casai).

4 – Financiamento da Cruz Vermelha Brasileira: R$ 4.872.632,00

Nas cidades de Manaus, Macapá e Oiapoque, a Cruz Vermelha brasileira distribuirá equipamentos de proteção individual, medicamentos de primeira necessidade para o tratamento de pessoas afetadas pelo COVID-19 e testes rápidos em unidades públicas de saúde. Ela também fornecerá ajuda alimentícia à população.

5 – Financiamento da Associação DPAC Fronteira – Desenvolvimento, Prevenção, Acompanhamento e Cooperação de Fronteiras, na divisa entre Oiapoque e a Guiana Francesa: R$ 90.163,36

A associação DPAC garante a distribuição de equipamentos de proteção individual, a realização de ações de conscientização para combater a propagação da doença e o acompanhamento de pacientes crô

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.