Coluna:Regras de etiqueta em eventos diplomáticos e convivência geral

Cada sociedade irá criar o seu conjunto de regras de acordo com suas vivências e culturas, sendo a etiqueta social, então, algo relativo e historicamente construído. Apesar de diferente em cada lugar do mundo, o conjunto de regras de etiqueta social é considerado sempre uma expectativa social e um dever a ser cumprido, ensinado e preservado. Ao  frequentarmos  eventos diplomáticos é bom sabermos que estamos lidando com pessoas de todos os lugares do mundo e respeitar todas as culturas em um só evento pode ser difícil, mas não é impossível. Deixo aqui para os meus leitores algumas regras que aprendi e acredito que ao cumpri-las melhoramos  a nossa imagem pessoal, e profissional, podendo abrir as portas de um mundo novo e novas amizades. Então vamos lá:

Pontualidade:

Ser pontual é uma atitude não só educada como necessária, mesmo sabendo que o brasileiro tem o hábito de marcar uma festa as 19h00 para começar as 20h00 este aspecto cultural não funciona no meio diplomático.Seja Pontual !

Vestimenta:

Nos convites dos eventos diplomáticos geralmente está escrito o tipo de roupa, se for uma comemoração de uma data nacional de um país é necessário ter bom senso para não usar roupas muito decotadas , transparentes , com muito brilho.Existem várias formas de ser discreta sem perder a elegância e a beleza. Alguns países são mais conservadores e usar roupas curtas e sem manga nesses eventos não é bem visto, decotes devem ser analisados de acordo com a cultura dos anfitriões, afinal somos convidados deles e  devemos demonstrar respeito.

Cumprimentos:

Alguns países latinos  são bem calorosos na forma de cumprimentar, mas devemos lembrar que nem todos são latinos, sendo assim a regra é ;

 

Não cumprimentar com beijos pessoas que não conhecemos, a mulher sempre estende a mão ao homem que aguarda para cumprimentar, em resposta o homem responde com um aperto de mão e um sorriso sem exageros . Gargalhadas e risos altos são admitidas em eventos de extrema descontração quando estamos com pessoas que conhecemos bem, ser muito extrovertida com estranhos pode causar má  impressão.

Se a pessoa for uma autoridade e cumprimentar-lhe com beijos no rosto não tem problema, os sinais de intimidade sempre devem partir da autoridade e isto significa que ele ou ela confia em você, caso contrário não há necessidade de forçar uma intimidade que não existe e isto acontecerá, ou não, com o tempo e de acordo com as afinidades.

Cartões de apresentação:

É sempre bom ter um cartão de apresentação quando a intenção é expandir a rede de contatos , a troca de cartões é sempre o segundo passo após os cumprimentos.

Conversas agradáveis:

Muitas pessoas me perguntam como conheço tanta gente com tanta facilidade, então a minha resposta geral é, eu não fico falando de coisas ruins, de problemas pessoais, todas as amizades surgem com o tempo e com a confiança, forçar amizades significa desrespeitar o espaço alheio. É bom deixar que os assuntos surjam naturalmente, perguntas de cunho pessoal não são bem vindas, ao conversar com um estrangeiro é melhor perguntar sobre o país dele , se o país dele estiver em algum conflito recepções não são os melhores momentos para aprofundar nestas questões. Bom senso é a palavra chave em todas as ocasiões, nem todos são nossos amigos íntimos então devemos ser reservados em nossas abordagens.

Troca de telefones pessoais:

Algumas pessoas são muito ocupadas e não desejam informar seu número pessoal por questões de privacidade, sendo assim não peça o número do telefone de uma autoridade se você não tem nenhum encontro marcado ou não estão juntos em um mesmo projeto de trabalho. Obviamente a intimidade surge com o tempo , como já citei em outro tópico, forçar a amizade não é algo bem visto.

Fotos:

Até mesmo um jornalista ou fotógrafo deve perguntar ao anfitrião se fotos são permitidas ou se ele deseja que as fotos do evento sejam divulgadas somente por sua equipe( acontece). Ao abordar as pessoas que você não conhece , peça permissão e explique o motivo da foto. Tirar  fotos com desconhecidos não é algo legal, a não ser que seja uma super celebridade que você admira muito, caso contrário passa uma impressão ruim de estar criando uma falsa situação para postar nas redes sociais, e acredite, as pessoas percebem! Guarde os momentos bons e felizes com os seus amigos e familiares!

Filas : 

Caso exista alguma fila para ir ao Bufê para se servir, siga as regras, não fure a fila .

Presentes:

Se o anfitrião oferece algum presente, pegue somente um . Os presentes são para os convidados e são individuais.

Negócios:

Caso você tenha interesse em vender algo ou fazer alguma negociação, marque um encontro de apresentação de seu produto , fazer vendas ou oferecer produtos em recepções vai fazer com que as pessoas te evitem na próxima.

 

Jornalistas e Fotógrafos costumam ter acessos  livres  durante todo o evento mesmo em momentos onde todos os convidados ficam de pé ou escutam o Hino nacional, mas certifique-se que você está credenciado como tal  para não causar má impressão e não fique parado por muito tempo na frente do locutor.

Protocolos :

Existem algumas regras protocolares e cada anfitrião reserva a sua mesa para a sua família e ou pessoas realmente próximas, ou seja, cumprimente o anfitrião , agradeça o convite mas não se sente com ele, caso você não seja convidado para a mesa principal e avisado na entrada.

 

Cordialidade:

Em alguns eventos as mesas são redondas e cabem várias pessoas , fazendo com que  muitas vezes pessoas estranhas se sentem na mesma mesa, sendo assim quando alguém se levantar da mesa para ir ao Bufê ou para qualquer outra situação , evite ceder o lugar dele se você não tiver certeza se ele volta ou não, ser cordial com o próximo faz parte das regras de boa convivência geral .

 

 

 

Falar mal dos outros:

Evite falar mal de pessoas em mesas cheias de pessoas ou em eventos , se há algo a ser dito para alguém é melhor que seja , ou não dito a própria pessoa, evite situações constrangedoras, eventos são momentos de descontração . seja leve , não pese o ambiente!

Enfim, falar em um tom agradável, construindo a amizade e intimidade aos poucos, ser cordial, gentil, sorrir com discrição, ouvir mais do que falar, prestar atenção e demonstrar atenção pelo outro. Ser cuidadoso com o modo de vestir, ser pontual e demonstrar  seriedade e compromisso em tudo o que faz poderá ajuda-lo a melhorar a sua imagem pessoal e profissional. Espero ter ajudado com as dicas! Até a próxima.

 

Fabiana Ceyhan

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.