China contribui para segurança e estabilidade regionais e globais

País continua tomando medidas duras contra o terrorismo violento

A China realiza um trabalho de combate ao terrorismo em conformidade com a lei e aumentou o senso de segurança do povo, defendeu a segurança nacional e contribuiu para a segurança e a estabilidade regionais e globais, segundo um livro branco emitido nesta terça-feira pelo Departamento de Comunicação do Conselho de Estado da China.

De acordo com o relatório “Quadro Jurídico e Medidas da China para Contraterrorismo”, a China promove ativamente padrões aprimorados de prevenção do terrorismo em setores e localidades chave, formula ou revisa planos de contingência contraterrorismo e incentiva e apoia a pesquisa científica e inovação tecnológica relacionada ao combate ao terrorismo.

Além dos esforços especializados, a China também depende do público ao trabalhar para combater o terrorismo. Conduz ampla educação pública, com sua capacidade contraterrorismo melhorando constantemente, de acordo com o levantamento de ações.

A China continua tomando medidas duras contra o terrorismo violento, salvaguardando efetivamente a segurança nacional e a estabilidade social e elevando acentuadamente o senso de segurança do povo, conforme o livro branco.

Enquanto reprime duramente as atividades terroristas ilegais e criminais, a China dá maior importância à educação e reabilitação das vítimas de ensinamentos extremistas que cometeram apenas delitos menores, informa o documento.

Departamentos governamentais relevantes, associações de mulheres e outras organizações sociais, grupos religiosos, escolas e famílias colaboram para oferecer medidas de intervenção direcionadas, a fim de protegê-las de mais impactos prejudiciais, acrescenta o texto.

Conforme o relatório, a China aderiu a 12 convenções contraterrorismo globais e facilitou a formulação de documentos como a Convenção de Shanghai sobre o Combate ao Terrorismo, Separatismo e Extremismo e o Acordo dos Estados-Membros da Organização de Cooperação de Shanghai (OCS) sobre Cooperação em Defesa das Fronteiras, desempenhando um papel importante na manutenção de segurança e estabilidade internacionais e regionais.

As informações são da Agência Xinhua.

Compartilhe
Fabiana Ceyhan

Fabiana Ceyhan

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.