Bolsas de mestrado em negócios na Universidade de Oxford para mulheres

A Saïd Business School, escola de negócios da Universidade de Oxford, está com inscrições abertas para o programa Diploma Scholarships for Women, que oferece bolsas para mestrado em negócios na universidade, exclusivas para mulheres. Para a candidatura, as interessadas devem enviar “candidaturas excepcionais” (segundo a instituição) aos programas. As inscrições estão abertas ao longo do ano, entre os dias 10 de maio e 18 de outubro.

São, ao todo, 5 bolsas de estudo para 5 programas diferentes e cada estudante selecionado receberá um total de £10.000. As cinco áreas de estudo são: negócios globais, estratégia financeira, liderança organizacional, estratégia e inovação e inteligência artificial para os negócios.

Como se candidatar às bolsa para mestrado em negócios

As bolsas, segundo a própria universidade, são dedicadas a “candidatas excepcionais do mundo todo”. Para se candidatar a elas, é necessário já ter concluído a graduação em alguma área relacionada ao curso desejado e ter cinco a seis anos de experiência de trabalho.

O processo de candidatura às bolsas é feito durante a candidatura para os cursos. Para se candidatar aos cursos, é necessário enviar documentos como CV, diploma da graduação, histórico acadêmico, e certificado de proficiência em inglês. Em alguns casos, se o candidato conseguir comprovar experiência de trabalho em inglês, ou se já tiver um diploma numa instituição de língua inglesa, o certificado pode não ser exigido.

A candidatura a cada um dos Diplomas pode ser feita por meio dos links acima. Durante o processo, será necessário preencher uma seção chamada “Funding”. Nessa seção, a candidata deve enviar um “supporting statement” (uma espécie de carta de motivação) com 200 a 400 palavras, descrevendo por que ela se encaixa nos critérios para a bolsa.

As candidatas serão avaliadas de acordo com a sua candidatura para o Diploma e o seu supporting statement para a bolsa. Os critérios usados pela universidade são: mérito acadêmico, mérito profissional (especialmente evidências de liderança ou potencial para liderança), desejo de inspirar outros e agir como modelo e uma disposição e entusiasmo para se tornar um “embaixador da escola, representando seus valores durante o programa e depois”. As inscrições devem ser feitas até 19 de outubro para a bolsa.

E o coronavírus?

Todos os programas têm início a partir de janeiro de 2021 — alguns deles começam em fevereiro, com turmas em março. É bem possível que até lá a situação de isolamento social do Reino Unido tenha se normalizado, ou ao menos diminuído consideravelmente. O país foi um dos primeiros afetados pela pandemia do COVID-19, mas adotou medidas de distanciamento social em um prazo relativamente curto e conseguiu reduzir o impacto da pandemia sobre sua população, pelo menos por enquanto.

Fonte: estudarfora.org.br

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.