Azerbaijão Comemora a Data Nacional em Brasília

Press Release da Embaixada do Azerbaijão no Brasil, referente á Data Nacional do País, que aconteceu no dia 23 de maio em Brasília,na sede da Embaixada, com a presença de vários embaixadores, diplomatas, jornalistas e membros do Governo Brasileiro:

Agradecimentos : Embaixada do Azerbaijão no Brasil e equipe.

No dia 28 de maio de 1918 foi declarada a primeira democracia secular do mundo muçulmano, a República Democrática do Azerbaijão, e hoje celebramos o 100o aniversário da independência do nosso país – conhecido como o Dia da República. O país foi ocupado em 1920 pelos soviéticos, mas apesar de sua curta existência, a República Democrática do Azerbaijão tornou-se um símbolo de aspirações da nação no seu caminho para a independência. Em 1991, após o colapso da União Soviética, o Azerbaijão restaurou a sua soberania e enfrentando muitos desafios externos e internos, mas devido à visão estratégica e a sábia política de Heydar Aliyev, líder nacional do povo do Azerbaijão, o país conseguiu superar esses desafios alcançando a estabilidade e prosperidade. Hoje, o Azerbaijão, sob a liderança do Presidente Ilham Aliyev, que foi reeleito novamente em abril deste ano, tornou-se um dos países mais estáveis politicamente e economicamente da região do Cáucaso e do mundo. Através da construção de uma infraestrutura transregional de energia, transporte e logística e muitos outros projetos, o Azerbaijão se tornou um líder regional representando hoje 80% do PIB da região do Cáucaso do sul.

Localizado no cruzamento de culturas e civilizações, o Azerbaijão, cujo território costumava fazer parte da antiga Rota da Seda, hoje abriga uma sociedade moderna e laica que se orgulha de sua diversidade. O país também é conhecido pela sua paixão pelo esporte. No ano passado, organizamos os 4o Jogos da Solidariedade Islâmica e, no mês passado, tivemos pela 3a vez a corrida de Formula 1 nas ruas de Baku, capital do Azerbaijão. O fato que nos últimos quatro anos recebemos, na mesma cidade, os primeiros Jogos Olímpicos Europeus, Jogos da Solidariedade Islâmica e a Fórmula 1 é muito simbólico e demonstra mais uma vez o papel único do Azerbaijão na promoção do diálogo intercultural entre as civilizações.

Precisamos destacar mais uma vez que um dos principais desafios que o Azerbaijão enfrenta ao longo de 27 anos é o fato de que a vizinha Armênia mantem ilegalmente sob sua ocupação militar o território de Nagorno Karabakh e as sete regiões adjacentes que pertence ao Azerbaijão, que constitui 20% do nosso território, e impede o retorno de centenas de milhares de refugiados e deslocados do Azerbaijão para suas casas. O Azerbaijão está comprometido com a resolução pacífica do conflito Armênia-Azerbaijão de Nagorno Karabakh, com base na inviolabilidade das fronteiras internacionalmente reconhecidas, na soberania e integridade territorial do
Azerbaijão e de acordo com as quatro resoluções do Conselho de Segurança da ONU adotadas em 1993.

Hoje o Azerbaijão tem uma política externa independente, equilibrada e multidimensional. Nosso país provou ser um parceiro confiável para cooperar nos níveis global, regional e sub-regional. O Azerbaijão atribui uma grande importância ao intenso desenvolvimento das relações com o Brasil. Este ano comemoramos também 25 anos de estabelecimento de relações diplomáticas bilaterais e é notável dizer que no final do ano passado pela primeira vez na história de nossas relações bilaterais o Ministro das Relações Exteriores da República Federativa do Brasil, o Exmo. Sr. Aloysio Nunes visitou oficialmente o Azerbaijão.

O Azerbaijão e o Brasil desfrutam de excelentes relações e nos últimos anos desenvolveram uma dinâmica positiva via o diálogo político, o crescente volume de comércio, visitas oficiais e de trabalho e intercâmbios interparlamentares nos campos da cultura, juventude, educação e esporte. Apenas duas semanas atrás, o Azerbaijão sediou o Campeonato Mundial de Capoeira, onde recebemos muitos grandes mestres do Brasil e de todo o mundo. Estamos confiantes de que o Azerbaijão e o Brasil têm mais oportunidades de aprofundar as relações bilaterais e, nos próximos anos, através dos esforços conjuntos, os laços entre o Azerbaijão e o Brasil se tornarão ainda mais próximos.

     

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.