A presidente da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional (CREDN) da Câmara dos Deputados, Bruna Furlan , quer integrar as ações da CREDN com a Comissão Mista do MERCOSUL

Brasília – A presidente da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional (CREDN) da Câmara dos Deputados, Bruna Furlan , quer integrar as ações da CREDN com a Comissão Mista do MERCOSUL presidida pelo deputado Celso Russomano . “As duas comissões devem atuar em conjunto nos temas que dizem respeito à integração regional como forma de dar celeridade aos acordos que tornam o MERCOSUL mais forte a atraente”, defendeu a deputada.

Neste sábado, 5, ela e o deputado participaram do almoço oferecido pelo ministro Aloysio Nunes Ferreira aos colegas chanceleres da Argentina, Uruguai e Paraguai, em São Paulo. Na oportunidade, foi aprovada a Decisão sobre a suspensão da Venezuela do MERCOSUL, em atendimento às cláusulas do Protocolo de Ushuaia sobre Compromisso Democrático no bloco.

Eleito em 6 de junho presidente da Representação Brasileira no Parlamento do MERCOSUL (Parlasul), Celso Russomano (PRB-SP) anunciou que pretende ampliar a divulgação dos trabalhos dos deputados e senadores brasileiros que integram o órgão legislativo regional e colaborar para uma maior aproximação do Brasil com os demais países do bloco. “O MERCOSUL só será forte perante o mundo quando estiver muito mais unido do que hoje”, afirmou.

Para Bruna Furlan, “o deputado Celso Russomano assumiu em junho e a Comissão Mista do MERCOSUL já aprovou vários acordos como aquele que diz respeito à construção da terceira ponte entre o Brasil e o Paraguai, que nós aprovamos uma semana após a sua chegada na CREDN. É com esse dinamismo que pretendemos seguir trabalhando”, afirmou.

Bruna Furlan e Celso Russomano também dialogaram com o chanceler brasileiro que reafirmou a prioridade conferida à integração no âmbito do MERCOSUL. Aloysio Nunes Ferreira defende o fortalecimento do MERCOSUL e sabe que o papel das duas comissões é fundamental para que as tratativas negociadas possam ser implementadas.

Fonte: CREDN-Jornalista Marcelo Rech

Foto: Benjamin sepulvuda

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.