Russia planeja se desligar da internet

O presidente russo, Vladimir Putin, durante reunião do Conselho de Segurança da Rússia em Moscou

O parlamento russo aprovou um projeto de lei que prevê que o país se desligue da internet global para testar a sua defesa cibernética. O objetivo passa por garantir que os servidores nacionais continuam operacionais mesmo com a Rússia isolada da rede mundial.

Para os autores do projeto não se trata de uma questão de isolamento, mas sim de não precisar de usar servidores no estrangeiro para gerir o tráfego entre pessoas e empresas presentes no território russo.

O projeto permite à Rússia desligar-se da rede mundial em caso de ameaça mas dá ao Kremlin um controle absoluto sobre as comunicações internas.

Os críticos apontam o dedo a um projeto que dá ao Estado o poder para supervisionar todas as mensagens dos cidadãos e ainda o poder para usar a informação por “motivos operacionais” sem que as operadoras de telecomunicação tenham o direito de dizer se essa informação foi verificada ou não.

Além do controle interno, o novo sistema obriga ainda toda a informação externa a passar por pontos controlados pelo Estado, o que na prática permite a instalação de um sistema de censura online semelhante ao existente na China.

Por agora ainda existem bastante dúvidas e perguntas por responder, por exemplo, que ameaças  que poderão levar a Rússia a mudar para este sistema e quanto é que isto irá custar aos cofres russos.

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.