Nova entrevista com o embaixador do Irã para o Brasil

Conheci o Embaixador do Irã no Brasil Seyed Ali Saghaeyan e fiz algumas perguntas, ele é sempre muito educado comigo e responde as seguintes palavras que eu gostaria de compartilhar com meus leitores! Muito obrigada a todos. Nosso site está tendo um número muito alto de acessos! continue me seguindo! (Fabiana Ceyhan)

Sobre as relações bilaterais entre Brasil e Irã como está indo, como foi antes, como estão agora e quais são os planos para o futuro?

Muito obrigada Fabiana. É claro que as relações entre o Irã e o Brasil são fantásticas desde o governo anterior até o novo governo. Devemos acrescentar que a relação é de cerca de um século e mais que um século, cento e dez anos, e estabeleceu sua relação que continuou após a revolução de quarenta anos e todos nós, governo  do Brasil e do Irã, estabelecemos uma boa relação política, econômica, cultural, internacional e fazemos uma cooperação muito boa com todo o governo.

Depois que o novo presidente do governo Bolsonaro chegou ao poder, com em dez dias após a eleição e vitória do presidente Bolsonaro, o presidente Rohani enviou uma mensagem de parabéns para ele e depois visitamos o ministro da Cultura, outros ministros e o presidente do Parlamento.

Eu conheci ministro de ciência e tecnologia Marcos Pontes, Ministro da Agricultura, General Heleno, Vice-Presidente Geral Mourão. Nós vamos ter um grupo de amizade no parlamento (Câmara dos deputados). Nossas autoridades se reuniram, incluindo o Secretário do Ministro Estrangeiro, Sr. Salgado.

 Visita da delegação do Irã no ano passado:

Em abril passado, se não estou errado, tivemos 70 empresários e banqueiros, a câmara de comércio se reuniu com o presidente Temer. O empresário teve discussões e acordos muito bons. Foi muito bom e estamos em contato com o novo governo. Foi muito proveitoso. Nós continuamos de relação.

Então você considera o Brasil um bom parceiro do Irã?

Claro que somos bons parceiros e um país amigo, importamos mais de 2 bilhões de dólares no ano passado e o Irã exporta 60 milhões de dólares. Importamos commodities, açúcar, carne e muitos produtos do Brasil.

Como foi o encontro com o presidente Bolsonaro:

A OIC propôs uma reunião com o ministro da Agricultura, mas eles nos informaram que o presidente Bolsonaro estaria na reunião e acrescentou que o Brasil tem intenções de manter boas relações com os países islâmicos. Foi muito bom, a porta brasileira está aberta ao nosso país e queremos continuar o bom relacionamento.   É bom ouvir isso! Ouvi dizer que o Irã estava tendo problemas com a falta de remédios para a população devido às sanções dos EUA, pode nos explicar? Produzimos 90% local, mas a matéria-prima é importada, estamos tentando importar o equipamento para produzir tudo no Irã. Ainda precisamos de matéria-prima para produzir os remédios.     

Oriente Médio:

“Além de algum problema no Oriente Médio, acreditamos que o Brasil não deveria estar envolvido, porque esses problemas não são problemas latino-americanos. Ambos os lados devem entender um ao outro. Acredito que as coisas vão se encerrar e o Brasil continuará tendo boas relações com todos e fazendo um bom negócio. ”

Esta entrevista foi feita em abril de 2019.

 

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.