Mike Pompeo faz rápida visita a Israel

Mike Pompeo chegou a Israel, usando máscara, para uma reunião com o primeiro-ministro do país, Benjamin Netanyahu. Trata-se da primeira visita de uma entidade estrangeira desde janeiro.

No topo da agenda desta visita surpresa estará a intenção do país de anexar certas zonas da Cisjordânia.

“Vamos ter a oportunidade de falar sobre a perspetiva para a paz, já passaram alguns meses desde o dia em que veio até Washington, onde o presidente Trump anunciou essa visão de paz, na sua presença. Ainda há trabalho a fazer, é preciso avançar e eu espero por isso.”

– Mike Pompeo 
Secretário de Estados dos Estados Unidos

Segundo o plano de paz de Trump para o Médio Oriente, divulgado em janeiro, os palestinos teriam um estado limitado e uma lista de requisitos rigorosos, enquanto Israel anexaria cerca de 30% da Cisjordânia. Os palestinianos rejeitaram o plano.

Pompeo também se encontrou com Benny Gantz – Líder do Partido Azul e Branco e parceiro de coligação de Netanyahu.

O acordo de coligação permite que Netanyahu avance nos planos de anexar territórios da Cisjordânia, incluindo dezenas de assentamentos judeus, a partir do dia 1 de julho. Mas qualquer ação deve ter ser coordenada com as autoridades norte-americanas e deve considerar a estabilidade da região.

Esta foi uma visita relâmpago de Mike Pompeo que regressou aos Estados Unidos depois de apenas algumas horas em Israel.

No mês passado a Liga Árabe lançou um documento em conjunto rejeitando a proposta de anexação.

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.