Mais da metade dos brasileiros desejam viajar a lazer pelo Brasil em 2024

Levantamento foi feito pela consultoria Brain Inteligência Estratégica

Mais da metade dos brasileiros colocam no topo da lista de desejos para 2024 realizar uma viagem a lazer pelo Brasil. É o que aponta um levantamento da consultoria Brain Inteligência Estratégica sobre expectativas para a economia e as pretensões de consumo. Segundo a pesquisa, 55% dos entrevistados têm a intenção de adquirir uma viagem nacional de lazer.

O estudo ouviu, no mês de novembro deste ano, 1.200 pessoas com renda média familiar mensal acima de R$ 2 mil, em todas as regiões do país.

O segundo item da lista de compras que o brasileiro pretende executar em 2024 é o telefone celular: 38% disseram pretender comprar um aparelho novo no próximo ano. Já adquirir um automóvel está na lista de 30% dos entrevistados, enquanto aparelhos de televisão são apontados por 25% dos consultados.

Em quinto lugar, com 22%, está o desejo de fazer uma viagem internacional de lazer no ano que vem.

Estímulo a Viagens

A fim de incentivar e facilitar a realização de viagens pelo país, o Ministério do Turismo lançou o Programa “Conheça o Brasil”, nas versões “Voando”, “Realiza” e “Cívico”.

A iniciativa engloba ações para a ampliação da conectividade e da mobilidade, com especial ênfase às localidades turísticas regionais; e o aumento do número de turistas nos destinos brasileiros, estimulando a abertura de negócios por prestadores de serviços turísticos e fomentando a competitividade do setor.

O programa também intensifica a geração de emprego e renda nas comunidades que recebem visitantes, promovendo, assim, um impacto positivo e sustentável no desenvolvimento econômico local.

As informações são do Ministério do Turismo.

Compartilhe
Fabiana Ceyhan

Fabiana Ceyhan

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.