Helicóptero Ingenuity, da Nasa, faz voo teste com êxito em Marte

O pequeno helicóptero espacial Ingenuity, da agência espacial norte-americana, a Nasa, subiu aos céus de Marte às 11h50 (horário de Lisboa). A manobra era esperada com grande expectativa pelos controladores da missão, devido à fina atmosfera marciana.

Os primeiros dados recebidos informavam que tudo ocorreu como previsto e pouco depois chegou a confirmação de que o teste foi executado com perfeição.

As imagens transmitidas pela Nasa mostram a equipe comemorando, depois de ter recebido as primeiras informações e um pequeno vídeo, registrado pelo rover Preserverance, revelando o pequeno voo do Ingenuity.

De acordo com a equipe da Nasa, o helicóptero fez um curto voo vertical e subiu a uma velocidade de 28 metros.

Uma entrevista coletiva dos controladores da missão está prevista para as 15h, quando eles darão mais detalhes sobre o voo teste.

Assista ao voo experimental


Ingenuity

O Ingenuity é um mini helicóptero ou drone com pouco mais de meio metro de altura e com um peso de 1.800 gramas.

Composto com duas hélices de 1,2 metro, feitas de uma fibra de carbono ultra leve e com um corpo cúbico, o drone espacial tem uma fonte de alimentação composto por um painel solar que carrega três pequenas baterias de Lítio. 

Desde que aterrissou no solo marciano, o Ingenuity passou por várias fases, desde a resistência às baixas temperaturas, às poeiras marcianas e a uma atualização do software

Agora, depois desse teste bem-sucedido, os operadores da missão já estão de olho no próximo objetivo, um curto voo do drone da Nasa, que tentará fazer um pequeno trajeto oval, em um deslocamento horizontal de 30 metros, a partir do local onde se encontra atualmente.

Fonte: Agencia Brasil

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.