Entrevista com o embaixador do Equador no Brasil: “A gastronomia é uma ferramenta efetiva para divulgar a cultura de um país”

Diego Rivadeneira

Fale-nos um pouco sobre a gastronomia e do turismo no Equador :

A gastronomia é uma ferramenta efetiva para divulgar a cultura, os sabores e as tradições de um país. A diplomacia gastronômica permite projetar a imagem do país no mundo e posicionar a cultura nacional através da riqueza de seus produtos, da sua cozinha, de sua música, de seu artesanato. A gastronomia e a cultura equatorianas são ricas em sabores e produtos que as posicionam como uma das melhores da América do Sul.

Através da diplomacia gastronômica, a Embaixada do Equador no Brasil busca divulgar os produtos equatorianos que são exportados para o Brasil, informar sobre a história dos alimentos usados na gastronomia , e surpreender o público brasileiro com variedades de sabores e de receitas que podem ser preparadas com produtos de altíssima qualidade como o camarão, o atum e a merluza equatorianos.

Levar o Equador ao mundo é um dos objetivos da Embaixada do Equador no Brasil. Brasília é o espaço ideal para mostrar a riqueza do artesanato equatoriano como os chapéus de palha toquilla e a qualidade do melhor cacau do mundo e do chocolate equatoriano orgânico e produzido com mais de 80% de cacau de fino aroma.

O Equador é o país dos quatro mundos. Os atrativos turísticos do Equador são diversos. É um país pequeno que tem a melhor diversidade de pássaros do mundo e a oportunidade de viajar das montanhas ao litoral e conhecer a Amazônia em poucas horas.

Além disso, Equador tem a riqueza natural das Ilhas Galápagos e a história do centro histórico de Quito como primeiro Patrimônio Cultural da Humanidade, nomeado pela UNESCO.

Muitos pratos famosos da culinária equatoriana vão estar presentes nos eventos da data nacional. Temos o maravilhoso ceviche de camarão, peixe o atum, a caçarola de mariscos, o cordeiro ao alecrim com sal de Galápagos, bolinho de banana da terra verde, tortilha de quinua, assado de frango e palmito em folhas de bananeira, sopa de batata, queijo fresco e abacate.

Uma bebida típica das montanhas equatorianas é o canelazo: é uma bebida alcoólica quente que é consumida nas áreas montanhosas do Equador. Geralmente feito com o suco de naranjilla, amora, maracujá e cana-de-açúcar comumente cozidos com canela.

Quais os eventos gastronômicos serão preparados pela Embaixada do Equador este ano de 2020?

No ano passado a Embaixada do Equador no Brasil organizou um festival gastronômico que foi um sucesso. Neste ano o planejamento da Embaixada vai dirigido para uma semana de eventos em relação a data nacional. A gastronomia equatoriana vai se mostrar junto com a música. A Embaixada vai organizar um concerto de música equatoriana e brasileira em Brasilia e em São Paulo, junto com uma mostra da gastronomia, a cultura e o artesanato equatoriano.
Está previsto a realização de uma exposição de chapéus de Palha Toquilla, feitos a mão por artesãos equatorianos.

Quais os produtos o Equador exporta para o Brasil?

Equador exporta ao Brasil principalmente camarão, atum e peixe (merluza)

Quais os produtos o Equador gostaria de Exportar?

Os produtos que o Equador gostaria exportar são as bananas, chocolates de fino aroma, frores, chapéus de palha toquilla, artesanato fino.

Relações Brasil e Equador e similaridade entre as culturas latinas:

No século XIX, especificamente no mês de novembro de 1844, ou seja, há 175 anos, o Equador e o Brasil estabeleceram oficialmente laços diplomáticos e iniciaram um relacionamento que ao longo da história se caracterizou por grande proximidade e fluidez. Desde então, o Brasil tem desempenhado um papel de destaque em episódios importantes da história do Equador, como importante coordenador dos Países Garantidores do Protocolo de Paz, Amizade e Limites, assinado entre o Equador e o Peru em 1941 (Argentina, Brasil, Chile e Estados Unidos) e a administração inestimável de suas mais altas autoridades políticas, suas Forças Armadas e sua diplomacia, na solução de problemas fronteiriços entre Equador e Peru e a assinatura, precisamente na cidade de Brasília, capital da República Federal do Brasil, do histórico Acordo de Paz, em 26 de outubro de 1998.

No que diz respeito à contribuição brasileira para o desenvolvimento do Equador, vale destacar que as empresas brasileiras tiveram nas últimas três décadas um papel importante na construção de inúmeras obras de infraestrutura no Equador, como usinas hidrelétricas, rodovias e aeroportos.

O Equador é o país dos quatro mundos porque seu pequeno território está localizado na costa, montanhas, Amazônia e Ilhas Galápagos. Sua geografia e suas múltiplas culturas são totalmente identificadas com a grande variedade e as inúmeras culturas do Brasil. Manifestações culturais como música, literatura e pintura têm raízes comuns e foram totalmente identificadas ao longo da história.

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.