Embaixadora da República Tcheca, Pavla Havrlíková, oferece recepção para comemorar Data Nacional

Evento teve apresentações culturais típicas do país

Nesta quarta-feira (25), a Embaixadora da República Tcheca, Pavla Havrlíková, e o senhor Jan Havrlík, receberam convidados na celebração da Data Nacional do país. Estavam presentes membros do corpo diplomático acreditado em Brasília, autoridades, jornalistas e amigos.

Em seu discurso, a embaixadora Pavla Havrlíková falou um pouco sobre a história do seu país e destacou as relações bilaterais com o Brasil.

A embaixadora Maria Luisa Escorel de Moraes, Secretária de Europa e América do Norte do MRE, também discursou, parabenizando a povo tcheco pela Data Nacional.

Durante a cerimônia, os convidados puderam assistir uma apresentação do Check Accordion Trio, composto por Markéta Laštovičková, Marie Čejnová e Michal Karban. Também ouve uma apresentação de danças típicas do país.

O Brasil foi o primeiro país da América Latina a reconhecer a legitimidade da Tchecoslováquia, estabelecendo relações em 1918. Com a separação do território e criação da República Tcheca, em janeiro de 1993, as relações entre os dois países passaram para nível de Embaixada. Desde então, o Brasil tem sido, a longo prazo, o parceiro econômico mais importante da República Tcheca em território latino-americano, com bons prospectos de parceria nas áreas ambientais.

Data Nacional

O Dia da Independência da República Tcheca, celebrado em 28 de outubro, é uma data histórica de grande importância para o país. Foi nesse dia, no ano de 1918, que a então Tchecoslováquia proclamou sua independência,  do Império Austro-Húngaro, após o término da Primeira Guerra Mundial.

Contudo, a Tchecoslováquia caiu sob ocupação alemã durante a Segunda Guerra Mundial. Em 1945, uma grande parte do país foi libertada pelo Exército Vermelho, e a gratidão subsequente para os soviéticos, combinada com a desilusão com o Ocidente por não intervir, levou o Partido Comunista da Tchecoslováquia a alcançar a vitória nas eleições de 1946.

Após o golpe de Estado em 1948, a Tchecoslováquia tornou-se um Estado comunista de partido único sob a influência soviética. A Tchecoslováquia permaneceu ocupada até 1989 quando, através da Revolução de Veludo, o regime comunista caiu e uma república parlamentar multipartidária foi formada.

Em 1 de janeiro de 1993, a Tchecoslováquia pacificamente dissolveu-se em seus estados constituintes: a República Tcheca e a República Eslovaca.

Hoje a República Tcheca é um país desenvolvido com economia avançada e com padrões de vida elevados. Desde 2004 integra a União Europeia.

Compartilhe
Fabiana Ceyhan

Fabiana Ceyhan

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.