Embaixadora da Espanha, Mar Fernández-Palacios, anuncia vencedores do prêmio “Colegio del año en español – 2023”

Concurso premia o comprometimento e as boas práticas de ensino da língua espanhola no Brasil

A Embaixadora da Espanha, Mar Fernández-Palacios, anunciou os 9 centros vencedores da edição 2023 do concurso “Colegio del año en español – 2023”. Ela divulgou um vídeo nas redes da embaixada.

O principal objetivo do concurso é reconhecer e premiar o comprometimento e as boas práticas de ensino de centros e professores brasileiros que contribuem para a difusão do espanhol e a melhoria da qualidade do seu ensino no Brasil.

Ao mesmo tempo, o concurso também promove a cooperação educativa entre centros que incluem o espanhol nos seus currículos, incorporando os vencedores na Rede de centros de excelência.

A embaixadora parabenizou os centros participantes e os professores de espanhol pela qualidade dos projetos apresentados, um exemplo do excelente trabalho que realizam.

Após a deliberação sobre os projetos submetidos à edição 2023 do concurso pela Comissão Avaliadora, estes foram os vencedores de cada categoria.

Categoria Educação Fundamental II

1º Lugar Escola Móbile (São Paulo, SP)

2º Lugar: Colégio São Joaquim (Lorena, SP)

3º lugar Escola Municipal Calouste Gulbenkian (Rio de Janeiro, RJ)

Categoria Ensino Médio

1º Lugar: Instituto Federal de ECT do Rio Grande do Norte. Campus Natal – Centro Histórico (Natal, RN)

2º Lugar: Colégio Sion (Rio de Janeiro, RJ)

3º Lugar: Colégio UNIFEBE (Brusque, SC)

Categoria Centros de Línguas

1º Lugar: Centro de Estudo de Línguas E. E. E. I. Professor Estevam Ferri (São José dos Campos, SP)

2º Lugar: Centro Interescolar de Línguas Samambaia (Samambaia, DF)

3º Lugar: Centro de Estudos de Letras E. E. Doutor Antônio Augusto Reis Neves (Olímpia, SP)

Compartilhe
Fabiana Ceyhan

Fabiana Ceyhan

Jornalista por formação, Professora de Inglês (TEFL, Teaching English as a Foreigner Language). Estudou Media Studies na Goldsmiths University Of London e tem vasta experiência como Jornalista da área internacional, tradutora e professora de Inglês. Poliglota, já acompanhou a visita de vários presidentes estrangeiros ao Brasil. Morou e trabalhou 15 anos fora do país.